Pão Cheio de Santa Rita do Sapucaí é aprovado como patrimônio cultural de Minas

O modo artesanal de fazer o ‘Pão Cheio’ de Santa Rita do Sapucaí está em prestes de receber o título de Patrimônio Cultural de Minas Gerais.

img20220626155353destaqueBlog

O projeto de lei que reconhece como ‘de relevante interesse cultural do Estado o modo de fazer Pão Cheio do Município de Santa Rita do Sapucaí’, foi aprovado pelos deputados mineiros, em votação realizada na última quinta-feira(24), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

A proposta segue para sanção do governador Romeu Zema (Novo) para se tornar lei para fortalecer a tradição do prato que faz parte da gastronomia do Vale da Eletrônica.

A iniciativa para o tombamento cultural do ‘Pão Cheio’ é do jornalista e pesquisador Jonas Costa. Em artigo, Jonas conta sobre essa tradição, que começou há mais de 150 anos, com a chegada das colônias italianas na região.

Um pão cheio de história

Jonas Costa

Ele já fazia parte do cotidiano de Santa Rita do Sapucaí antes do nascimento dos atuais moradores de nossa terra. Antes da popularização dos botijões de gás e da multiplicação das padarias. Alguns de seus ingredientes originais caíram em desuso e acabaram substituídos, mas ele continua fumegando sob o apito do micro-ondas com o mesmo aroma que atraía nossos antepassados para a taipa do fogão a lenha.

Todo santa-ritense que se preza conhece o pão cheio, seu sabor e sua onipresença em nosso município. Por outro lado, como sentimos que ele existe entre nós desde sempre e que podemos adquiri-lo com facilidade a qualquer momento, não valorizamos nem exploramos esse quitute conforme deveríamos. Não se trata de um pão comum: além de conter linguiça suína e queijo minas, é cheio de história, significado e potencial turístico.

A tradição oral indica que o pão cheio teria sido aqui introduzido por imigrantes do sul da Itália. Santa Rita foi, de fato, o destino escolhido por dezenas de famílias italianas, muitas delas sulinas, da região da Calábria. A colônia começou a se formar em 1877, com a chegada do calabrês Antonio de Luna. Curiosamente, a calabresa, criação paulistana de inspiração italiana, é uma linguiça suína e opção de recheio do pão cheio.

Com o correr dos anos, nossa torta típica passou a ter sua receita cultivada também pelas famílias de origem portuguesa, africana, libanesa e alemã. Variações se espalharam por Santa Rita e atingiram outros municípios da região. E foram as mãos negras de Maria Idalina de Jesus (Maria Bonita) o principal meio de difusão desse exemplar da “arte branca”, como é chamada a panificação.

Por essa razão, Maria Bonita foi oficialmente declarada patrona do Programa Municipal de Valorização do Pão Cheio, criado pela Lei nº 5.002/2017, de 18 de abril. A mesma lei inseriu em nosso calendário o Dia Municipal do Pão Cheio, celebrado em 5 de julho, data do nascimento da patrona. A comemoração local coincide com o Dia da Gastronomia Mineira, instituído por lei estadual em 2012.

O Programa de Valorização do Pão Cheio veio em boa hora. A iguaria santa-ritense já havia sido inventariada pelo Município em 2009 como bem de interesse de preservação, na categoria “patrimônio imaterial”, mas o tema exigia ações mais abrangentes. Daí por que se adotou como modelo a iniciativa bem-sucedida que fomenta a produção e a comercialização do pastel de farinha de milho em Pouso Alegre.

São Sebastião da Bela Vista também tem sua versão do pão cheio e uma cozinheira negra de mão cheia tal qual Maria Bonita. A receita de Francisca Adelino do Prado (Dona Chica) ganhou projeção durante o festival de inverno de lá. Obter o título de patrimônio imaterial é a legítima pretensão da querida e simpática cidade vizinha. Se o pão nos convida para a partilha e a mesa é lugar de diálogo, podemos ganhar juntos.

Terra do Mandu

davi-ofere-novo-1

Esse post foi publicado em Geral. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Pão Cheio de Santa Rita do Sapucaí é aprovado como patrimônio cultural de Minas

  1. Roselaine disse:

    Boa noite!!
    Eu gostaria de ter a receita desse pão cheio.

    Email: roselainerotondaro@hotmail.com

  2. Roselaine Rotondaro disse:

    Boa noite!!

    Eu gostaria de ter essa receita do pão cheio.

    Obrigada.

  3. Roselaine Rotondaro disse:

    Boa noite!!

    Eu gostaria de ter a receita desse pão de queijo.

    Obrigada 😊

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s