Escolas estaduais de Minas voltam a receber todos os estudantes presencialmente

Comparecimento dos alunos é obrigatória nas unidades de ensino da rede. Exceção vale para aqueles com comorbidades e de escolas localizadas em municípios com decreto impeditivo

Escola_Estadual_Pandiá_Calógeras

Eric Samuel ACS/SEE

A partir desta quarta-feira (3/11), a participação dos estudantes da rede estadual de ensino nas atividades presenciais deixa de ser facultativa. Eles estão voltando a frequentar as aulas presencialmente todos os dias letivos, sem a alternância de semanas, e as unidades de ensino retomam o atendimento com sua capacidade normal.

Retomada

Na Escola Estadual Presidente Kennedy, no município de Candeias, região Centro-Oeste, parte dos estudantes já estavam participando das atividades presenciais desde agosto. Com a decisão da retomada obrigatória, a diretora Alcieda Maria Rodrigues ficou feliz em ver a escola em pleno funcionamento. “Estávamos sentindo muita falta dos alunos e eles estão felizes por estarem aqui. Os estudantes do 3º ano do ensino médio já perguntam se poderão fazer a formatura. Este retorno é muito importante para todos nós”.

Na Escola Estadual Cassiano Mendes, em Pedra Azul, região do Jequitinhonha/Mucuri, na última semana foi feita uma conversa bem próxima com os alunos e seus familiares para explicar sobre a obrigatoriedade da participação nas atividades presenciais e os protocolos sanitários. “Hoje, também conversamos com eles e depois tiveram todos os horários de aula, com professor explicando a matéria. Os estudantes que recebem o Plano de Estudo Tutorado (PET) impresso trouxeram o material e aqueles que usam na versão virtual trouxeram os celulares. Nossa escola voltou a ganhar vida”, conta a diretora Ana Lúcia Pereira Costa.

Para o aluno Gustavo de Oliveira Almeida, do 3º ano do ensino médio, o retorno veio em um bom momento. “Estar na escola é importante tanto na questão de aprendizagem e desenvolvimento, quanto na interação com professores. É bom voltar, em especial para nós que estamos no último ano”, destaca.

Os corredores e salas da Escola Estadual Pandiá Calógeras, em Belo Horizonte, também ganharam mais vida com o retorno total dos alunos. A diretora Marta Eliana Campos ressaltou a importância dessa retomada. “Essa volta é muito válida para os alunos. Eles perderam muito durante essa pandemia, tanto pedagogicamente como emocionalmente. Agora, eles vão retomar um pouco do que perderam e o contato com os professores em sala e colegas. Essa volta é muito produtiva para todos”, afirma.

Com a obrigatoriedade da participação dos estudantes nas atividades presenciais, não há mais a alternância entre as semanas remota e presencial. Esse foi um dos pontos destacados pelo aluno Josué Fernando Silva Melo, do 7º ano do ensino fundamental, “Achei muito melhor agora que podemos ir todos os dias para a escola. Fazer as atividades na sala de aula é muito melhor”, conclui.

Volta à rotina

A decisão da participação não facultativa dos estudantes nas atividades presenciais foi tomada pelo Centro de Operações de Emergência de Saúde (COES), da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), que aprovou a 6ª versão do Protocolo Sanitário de Retorno às Atividades Escolares Presenciais.

Com a determinação, os estudantes devem frequentar a escola todos os dias letivos, conforme calendário escolar. Além disso, a partir de agora não haverá mais a necessidade do distanciamento de noventa centímetros nas salas de aula. Mas permanecem vigentes as demais recomendações sanitárias, como o uso correto de máscaras cobrindo boca e nariz por todos, lavagem de mãos, etiqueta respiratória e a limpeza e manutenção frequente das instalações, bem como o rastreamento de contato com pessoas infectadas por covid-19 em combinação com isolamento e quarentena.

O retorno só não será obrigatório para os alunos com comorbidades, com orientação médica. Caso necessário, a SEE/MG irá contratar novos profissionais, que serão responsáveis por dar continuidade ao ensino remoto para esses estudantes. Além disso, nos municípios em que ainda há decretos publicados que proíbem a abertura das escolas, o ensino remoto segue sendo ofertado aos alunos para a garantia do processo de aprendizagem.

Linha do tempo

Na rede pública estadual de ensino de Minas Gerais, o ano letivo de 2021 teve início no dia 8/3, de forma remota. Com a melhoria nos indicadores sanitários, no dia 21/6 as atividades pedagógicas presenciais começaram a ser retomadas nas escolas da rede estadual de ensino. Atualmente, a partir de liberação do Comitê Extraordinário da Covid-19, todos os anos de escolaridade e todas as modalidades da rede estadual estão autorizadas a retomar as atividades presenciais nos municípios que não possuem decretos que restringem o retorno.

ofere flavia rosa

Esse post foi publicado em Noticias de Minas Gerais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s