Fórum vai debater políticas públicas de direitos humanos para as empresas

Iniciativa é parte da campanha Responsabilize-se. Proposta do Ministério da Mulher, da Família e do Direitos Humanos para incentivar ações de direitos humanos no ambiente corporativo

Um encontro de especialistas, autoridades nacionais e internacionais e sociedade civil vai realizar um debate importante: os impactos da atividade empresarial sobre os direitos humanos. A iniciativa é do Ministério da Mulher, da Família e do Direitos Humanos (MMFDH) ao promover no dia 9 de março o 1º Fórum Nacional Responsabilize-se: reflexões sobre a construção de uma política pública sobre direitos humanos e empresas.

O debate é mais um passo na construção de um Plano Nacional de Ação em Direitos Humanos e Empresas no Brasil. O documento deve trazer diversas abordagens sobre a temática para tratar da responsabilidade solidária e compartilhada entre Estado, empresas e sociedade na defesa de direitos e no enfrentamento a violações de todos os tipos.

A implementação do plano vai ao encontro dos Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), das diretrizes para Multinacionais da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e de convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Segundo a secretária nacional de proteção global, Mariana Neris, o respeito aos direitos humanos é de extrema importância para um ambiente corporativo. “Nós precisamos levar os princípios de direitos humanos para todos os ambientes, incluindo as relações dentro das empresas e fora delas, junto às comunidades e à sociedade. Os direitos humanos são para todos, em qualquer lugar”, afirma.

Campanha

O evento, que acontece às 17 horas com transmissão pelas redes sociais do MMFDH, é parte da campanha Responsabilize-se, lançada pela Pasta no dia 9 de fevereiro. O objetivo é mobilizar as empresas e multinacionais a assumirem um compromisso pelo respeito aos direitos humanos e pela adoção de políticas e condutas empresariais responsáveis.

A campanha é uma iniciativa da Secretaria Nacional de Proteção Global (SNPG) do MMFDH, com o apoio do Ponto de Contato Nacional da OCDE, da Secretaria-Executiva da Câmara de Comércio Exterior do Ministério da Economia.

Diretrizes

Em 2011, o Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas aprovou os Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos, constituído por três pilares: o papel do Estado na proteção dos direitos humanos, a responsabilidade das empresas de respeitar os direitos humanos, e, o papel que ambos, Estado e empresas, têm na reparação de direitos em situação de violação.

No Brasil, o Decreto nº 9.571/2018 estabeleceu as diretrizes nacionais sobre empresas e direitos humanos e representou um marco no compromisso governamental para a proteção e a defesa dos direitos humanos no ambiente empresarial.

Esse post foi publicado em Geral. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s