Governo de Minas entrega obra histórica de R$ 264 milhões para abastecimento e segurança hídrica de Montes Claros

Por meio da captação no rio São Francisco, novo sistema levará água tratada também aos municípios de Coração de Jesus e Ibiaí

Gil_Leonardi_ImprensaMG____20220608105142_IMG_2496

Gil Leonardi / Imprensa MG

O governador Romeu Zema e o diretor-presidente da Copasa, Carlos Eduardo Tavares de Castro, entregaram, nesta quarta-feira (8/6), em Montes Claros, as obras do Sistema São Francisco à população da maior cidade do Norte de Minas. As intervenções têm o objetivo de garantir ao município o fornecimento de água e segurança hídrica pelos próximos 30 anos. O evento foi realizado na Estação de Tratamento de Água (ETA) Morrinhos.

Com investimentos da ordem de R$ 264 milhões, as obras iniciadas pela Copasa em janeiro do ano passado visam captar água do rio São Francisco, na cidade de Ibiaí, e, por meio de uma Estação de Tratamento de Água, 93 quilômetros de adutoras e quatro estações de bombeamento, levar a água já tratada a Montes Claros. Desde 2019, a Copasa, sob a atual gestão, destinou um total de R$ 290 milhões em obras de melhoria no saneamento.

Durante pronunciamento, o governador adiantou à população que o duto já começa a operar em fase de teste, o que significa que Montes Claros, dentro de poucas semanas, já poderá contar com suprimento adicional de 500 litros de água por segundo.

“O investimento realizado pela Copasa garantirá segurança hídrica não só para Montes Claros, mas para outras cidades que estão no trajeto, como Brasília de Minas e Coração de Jesus. E isso significa que a região, mesmo em períodos de seca mais severa, terá a garantia do abastecimento de água”, afirmou. 

Flexibilidade

O empreendimento complementa o sistema Pacuí, implantado em 2018 e, além de garantir o abastecimento da sede de Montes Claros até o ano de 2050, prevê também o fornecimento de água para Coração de Jesus e Ibiaí. A obra é considerada ainda uma alternativa para outras localidades da região, que têm sofrido com problemas de desabastecimento nos últimos períodos de estiagem, beneficiando cerca de 430 mil habitantes.

O sistema São Francisco, em conjunto com o Sistema Pacuí, irá possibilitar maior flexibilidade operacional ao sistema de distribuição de água em Montes Claros, permitindo, durante o período chuvoso, a recuperação do sistema Verde Grande/ reservatório de Juramento.

Investimentos e universalização

De 2019 a 2022, a Copasa investiu mais de R$ 3,4 bilhões em obras para fazer frente aos desafios impostos pelo novo Marco Legal do Saneamento. Esse valor é 57% superior aos investimentos da gestão passada. Os investimentos para os próximos quatro anos já estão garantidos e aprovados pelo Conselho de Administração da companhia. Serão R$ 6 bilhões de 2023 a 2026.

Em relação às exigências de universalização dos serviços trazidas pelo Novo Marco (99% para água e 90% para esgoto coletado e tratado até 2033), a Copasa apresentou, já em 2021, índices de cobertura que se destacam em relação à média nacional. São 99,4% referentes ao acesso à água tratada e 71,9% quanto à coleta e tratamento de esgoto dos imóveis em sua área de atuação. Os últimos dados nacionais disponíveis apontam para índices significativamente inferiores aos da companhia, quais sejam, 84,1% para a cobertura de água e 43,9% para esgoto coletado e tratado.

auge ofere

Esse post foi publicado em Noticias de Minas Gerais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s