Horticultura é oferecida como atividade terapêutica aos usuários do CAPS de Santa Rita do Sapucaí

Como parte do tratamento ministrado aos usuários do CAPS – Centro de Atenção Psicossocial, as oficinas terapêuticas são consideradas como importante processo de reinserção social dos portadores de sofrimento mental, nesse sentido, a horticultura vem sendo um exemplo de atividade desenvolvida pela unidade CAPS de Santa Rita do Sapucaí.

As oficinas são entendidas como um dispositivo clínico que tem como estratégia de intervenção terapêutica o uso do trabalho produtivo, atividades artísticas, artesanais, culturais, de lazer, entre outras como catalizadores da produção psíquica dos sujeitos envolvidos, facilitando o trânsito social deles na família, na cultura, bem como sua inserção ou reinserção no trabalho produtivo.

O técnico em enfermagem da unidade CAPS de Santa Rita do Sapucaí, José Rondineli Simões, adotou a horticultura como elemento de socialização de seus assistidos e os resultados e são sendo bastante expressivos. “Trabalhamos a autoestima dos usuários que ajudam na construção, plantio, cultivo e comercialização dos produtos de nossa horta”, comenta.

Os itens produzidos na horta, como a alface, chicória, couve e repolho são doados aos pacientes e também vendidos em uma feirinha. “Esses produtos, além de doados aos pacientes, são comercializados na feirinha que organizamos na calçada em frente nossa unidade e o resultado é destinado para a manutenção de atividades do CAPS”, garante Rondineli.

ASCOM PMSRS

vivavox novo

Esse post foi publicado em Cidade. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s