Polícia Civil prende por maus-tratos homem acusado de castrar gato na própria casa em Poços de Caldas

Um homem foi preso em flagrante nesta sexta-feira(20) acusado de maus-tratos a animal em Poços de Caldas.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito castrou o gato de maneira “caseira e precária” na própria casa dele. Conforme a polícia, a pena para esse tipo de crime varia entre dois e cinco anos de prisão.

Segundo o delegado Thiago Gomes Ribeiro, a denúncia chegou até à Polícia Civil a respeito da castração do gato, sem observar os procedimentos veterinários adequados. O fato, segundo ele, foi comprovado pela equipe da polícia.

“Uma equipe da Polícia Civil recebeu uma denúncia de que estaria ocorrendo o crime de maus-tratos contra um gato. A denúncia constava que o gato foi castrado pelo seu tutor, sem qualquer tipo de procedimento veterinário recomendado. A equipe compareceu ao local e constatou que o animal estava molhado e de que os testículos haviam sido retirados”, disse o delegado.

Após sair do local, a Polícia Civil encaminhou o gato para um Núcleo Veterinário, onde, segundo o delegado, foi confirmada a retirada de testículos do animal, de forma caseira e precária.

“A região [em que foi feito o procedimento] estava recoberta de líquido utilizado para cicatrização”, falou o delegado.

O suspeito foi autuado por maus-tratos e encaminhado ao sistema prisional. Segundo do delegado, a pena para o crime é de dois a cinco anos de reclusão.

G1 Sul de Minas

ofere funeraria paf

Esse post foi publicado em Notícias Policiais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s