Zema cobra vacinação de policiais e professores durante reunião com o comitê nacional de enfrentamento da pandemia

Governador pleiteou a alteração no calendário do Plano Nacional de Imunização para inclusão desses grupos logo após os idosos de 60 anos

O governador Romeu Zema participou, nesta sexta-feira (26/3), por videoconferência, da primeira reunião com o Comitê Gestor nacional de enfrentamento da pandemia de covid-19. Ele cobrou o cumprimento dos critérios do Plano Nacional de Imunização (PNI) de forma a garantir a vacinação de todos os idosos, e pediu prioridade no calendário às forças de segurança e aos professores. O encontro foi coordenado pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e também teve a participação dos demais governadores. 

“Minas e outros estados solicitaram que o PNI garanta a vacinação de policiais e professores logo após os idosos de 60 anos. Eles precisam ter prioridade, mas o calendário nacional precisa ser alterado para atender categorias tão importantes. Pelo Plano Nacional, a expectativa é que a vacinação de todos os idosos aconteça ainda no mês de abril. Estou empenhado no cumprimento dessa meta. Vamos vacinar para preservar mais vidas”, afirmou o governador. “Precisamos ter um procedimento único para que nenhum grupo ou estado tenha privilégios. A vida é um direito de todos e ninguém pode ser tratado de modo diferente”, completou. 

Outro alerta feito por Zema foi em relação ao fornecimento de insumos aos Estados. Existe uma preocupação com o baixo estoque de medicamentos em Minas Gerais, especialmente no que diz respeito ao kit intubação, fundamental para o atendimento dos pacientes mais graves. 

“Um dos problemas que estamos enfrentando é a redução do estoque de medicamentos, principalmente sedativos. Se não houver fornecimento breve, logo teremos falta de insumos que poderão custar a vida de pessoas. Esse problema tem que ser tratado urgentemente”, advertiu o governador. 

O secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti, também participou da reunião. 

Comitê 

A criação do comitê nacional foi oficializada nesta quinta-feira (25/3). O grupo é formado pelo presidente Jair Bolsonaro, além dos presidentes da Câmara, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco, este responsável por receber as demandas dos governadores no combate à pandemia e apresentá-las ao comitê.

Esse post foi publicado em Noticias de Minas Gerais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s