Departamento Penitenciário de Minas Gerais realiza campanha de doação de sangue

Ideia é incentivar que os 18 mil servidores do sistema prisional – 17 mil deles policiais penais – se tornem doadores; Fundação Hemominas opera, atualmente, com estoque 50% abaixo do ideal

O Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG) lança, nesta quinta-feira (17/9), a campanha “Servidor Doador”, que visa incentivar a doação voluntária de sangue entre os cerca de 18 mil servidores do sistema prisional – 17 mil deles policiais penais. Espera-se, assim, contribuir com a regularização do estoque de todos os tipos sanguíneos, da Fundação Hemominas, que passa por uma queda prolongada durante o ano de 2020. 

Desde o início da pandemia, o número de doadores de sangue em Minas teve queda significativa. Atualmente, a provisão da Hemominas está, em média, 50% abaixo do ideal. Apenas o tipo AB positivo se encontra em situação estável. Conforme a gerente de Captação e Cadastro de Doadores da Hemominas, Viviane Guerra, a escassez de interessados em doar nunca se estendeu por tanto tempo.

Para dar o exemplo positivo, o diretor-geral do Depen-MG, Rodrigo Machado, que é doador desde 2007, contribuiu para a causa na data de lançamento da campanha, no Hemocentro de Belo Horizonte. Segundo ele, “esta é mais uma oportunidade para que a Polícia Penal colabore com um gesto de carinho e amor ao próximo, pratique a cidadania e sirva de modelo para toda a população”.

Todos os policiais penais e demais servidores do Sistema Prisional serão incentivados à comparecem a uma das unidades da Hemominas em todo o estado. Uma campanha digital, nas redes sociais, também está sendo lançada, para lembrar da importância do ato, que pode salvar vidas.

Fotos: Bernardo Carneiro/Sejusp

Requisitos

Os servidores do sistema prisional interessados em doar sangue devem estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos e pesar mais de 50 kg. No dia da coleta, é necessário estar bem descansado e alimentado, usar máscara e apresentar um documento original com foto. 

Aqueles que tiveram diagnóstico positivo para a covid-19 ficam inaptos para doar por 30 dias após a completa recuperação, desde que estejam sem sintomas ou sequelas da doença. Já em caso de contato com infectados, o prazo de inaptidão é de 14 dias. Consulte a lista completa de condições e restrições para a doação aqui

Profissionais capacitados da Fundação Hemominas são responsáveis pelos procedimentos, seguindo as normas de prevenção do coronavírus, com o objetivo de proporcionar segurança aos candidatos e doadores. 

Agendamento

Como medida para evitar aglomerações nos locais de coleta de sangue, é necessário o agendamento da doação, pelo site do Governo de Minas ou pelo aplicativo “MGApp – Cidadão”. Endereços e horários de funcionamento das unidades que compõem a Rede Hemominas estão disponíveis neste link.

Esse post foi publicado em Noticias de Minas Gerais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s