FALA CIDADÃO – Confesso que hoje estou “tristpfato”

Confesso que hoje estou “tristpfato“! Inventei esta palavra para dizer que estou simultaneamente, triste e estupefato. Triste, porque estou percebendo que esta pandemia vai muito longe ainda, por culpa de muitos, inclusive dos que são insensíveis, sem respeito ao direito dos outros, e que nem respeitam as normas municipais (Decreto no. 13.676/2020), com a maior cara de pau; e estupefato, porque não tinha até agora percebido que em nossa comunidade, tão querida, haviam tantos “caras de pau”e “sem noção”: muita gente sem máscara, muita gente que não precisava estar na rua mas está, viagens de turismo desnecessárias, festas e churrascos com a maior desfaçatez, com som alto, e por aí vai (ontem aconteceu uma na minha rua – um terror)… Quais seriam as causas dessas barbaridades? Desinformação, machismo, coragem estúpida, síndrome de roleta russa, fanatismo ou simplesmente ignorância?Mas o resultado é terrível: aumento brutal de casos confirmados, hospital cheio, e , em breve possível aumento de óbitos… E grande demora para conseguirmos sair desta situação, penalizando fortemente os que estão fazendo as coisas de modo correto…
Estou triste também porque me senti omisso em não denunciar o churrasco mencionado. Desculpem-me, mas afirmo que chega – vou seguir o decreto fielmente, que no seu artigo primeiro, parágrafo segundo, oferece os contatos para quem denunciar. Vou utilizá-lo aqui para frente, doa a que doer…
Uma alegria tenho – ouvi no rádio ontem que a prefeitura vai liberar novas normas nesta semana de início de setembro, endurecendo o jogo. Tomara!

Professor Mario Augusto de Souza Nunes (INATEL)

Esse post foi publicado em Fala Cidadão. Bookmark o link permanente.

2 respostas para FALA CIDADÃO – Confesso que hoje estou “tristpfato”

  1. José Mauro de Rezende Monteiro disse:

    Plenamente de acordo. Inclusive conversei com um médico e chegamos a conclusão da necessidade do poder constituído exigir rigor por imposição de decretos reguladores. No passeio do bar do Aroldo, um casal bebendo sem máscara sendo que a mulher já foi diagnosticada com covid há um mês+- embora ja tenha cumprido a reclusão (ambos aliás). Como já está “curada” , danem-se os outros. Educação faz falta

  2. Joe Roberto Vilela disse:

    Parabéns professor.
    A nossa querida cidade de Santa Rita, precisa de pessoas como o senhor. Tem meu total apoio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s