Sebrae e Caixa vão oferecer capacitação financeira para pequenos negócios em Minas Gerais

Programa Crédito Assistido vai atender clientes da Caixa que conseguiram acessar crédito com garantias complementares do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas, o Fampe

O Sebrae e a Caixa lançanram ontem  (20/08), às 17h, em evento virtual para clientes da instituição em Minas Gerais, o Programa Crédito Assistido. A iniciativa vai beneficiar mais de 2,4 mil clientes da Caixa em Minas Gerais que já acessaram linhas de crédito com garantias complementares do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe), gerido pelo Sebrae. Entre abril e agosto, a Caixa liberou um volume de crédito superior a R$ 170 milhões para pequenos negócios em Minas Gerais na parceria com o SEBRAE, com cerca de 80% deste montante  provenientes do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas Fampe.

O Programa Crédito Assistido prevê a ampliação do acesso dos pequenos negócios a serviços gratuitos de capacitação financeira. “É uma ação que visa a qualificação técnica dos empresários do segmento, para que tenham acesso a conhecimentos e ferramentas que os ajudem a melhorar a saúde financeira dos seus negócios”, informa João Cruz Reis Filho, diretor técnico do Sebrae Minas.

A adesão ao programa é gratuita e não exige quaisquer contrapartidas dos empresários, que poderão escolher entre os combos de capacitação, de acordo com a necessidade do negócio. Os combos incluem cursos, planilhas gerenciais, e-books e consultorias financeiras personalizadas.

O programa vai beneficiar, num primeiro momento, clientes da Caixa que contrataram crédito com garantias complementares do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe) em 2020. De abril a agosto, 2.491 empresas foram atendidas pelo banco. Esta importante iniciativa visa facilitar o acesso ao crédito à ME, EPP e MEI, com serviços gratuitos de capacitação oferecidos pelo Sebrae e apoio financeiro da Caixa”, explica a superintendente nacional da Caixa, Ana Maria Galinari. 

Demanda por crédito é crescente

Entre junho e julho, saltou de 42% para 54% o percentual de pequenos negócios de Minas Gerais que buscou empréstimo durante a pandemia. Segundo levantamento realizado pelo Sebrae entre os dias 27 e 30 de julho, o receio de endividamento é uma das razões apontadas por 21% dos empresários que ainda não buscaram crédito. 

E este temor é real, já que 39% dos pequenos negócios mineiros afirmam ter dívidas de empréstimos em atraso. “O Crédito Assistido vai alcançar diretamente os empresários que conseguiram financiamento com recursos do Fampe, possibilitando que o recurso obtido reverta em melhores resultados para seus negócios”, afirma João Cruz.

Além da Caixa, clientes do BDMG e do Sicoob em Minas Gerais que conseguiram empréstimos com o aval do Fampe também poderão participar do programa. A estimativa é atender 10 mil clientes das três instituições no estado neste ano. As capacitações para os empresários começam entre os dias 21 e 31 de agosto.

ASCOM SEBRAE MINAS

Esse post foi publicado em Noticias de Minas Gerais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s