Governo de Minas investe em ampliação da testagem para covid-19

A partir da próxima semana, Saúde passará a utilizar amostras de saliva para diagnóstico da doença

Como forma de ampliar os mecanismos de combate ao coronavírus em Minas Gerais, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) começou a orientar os profissionais da rede de assistência sobre uma nova forma do teste RT-PCR, realizado por meio da coleta de saliva. A novidade foi anunciada pelo secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, durante coletiva virtual realizada nesta quinta-feira (20/8), em Belo Horizonte.

A nova forma de testagem é encabeçada pela coordenação estadual de Laboratório e Pesquisa da SES-MG, um grupo que conta com a participação de representantes da FunedHemominas, Fundação Oswaldo Cruz e Centro de Referência em Saúde do Trabalhador de Belo Horizonte (Cerest). Segundo o secretário, o principal objetivo da SES-MG é comparar as formas de coleta do tipo swab, em que utiliza-se uma espécie de cotonete, e a forma de coleta por meio da saliva.

“Nós validamos que o uso da saliva tem a mesma confiabilidade que o uso do swab. Além disso, a coleta por meio da saliva é mais simples, não interfere no tempo para processamento do exame e é mais confortável para quem passa pelo o exame. Como não haveria mais necessidade do swab, aumenta a chance de podermos, num tempo mais curto, expandir a indicação para coleta do exame”, explicou o secretário.

Média móvel

De acordo com o boletim epidemiológico desta quinta-feira (20/8), Minas Gerais registrou, até o momento, 185.062 casos confirmados da covid-19 e 4.543 óbitos. Amaral destacou que dos 107 óbitos confirmados pela SES-MG nas últimas 24 horas, cerca de 80% aconteceram nos últimos 15 dias. “E 20% são óbitos antigos, que estão sendo atualizados. Isso sinaliza que estamos conseguindo manter uma taxa de atualização razoável e o momento de transição pra o Sivep-Gripe já está finalizando”, completou o secretário.

Atualização

Com mais de 60% do Estado aderido ao plano Minas Consciente,  o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico Fernando Passalio apresentou o balanço atualizado das ações. “Até o momento, o plano conta com a adesão de 535 municípios. Esse quantitativo representa mais de 12 milhões de mineiros impactados”, informou Passalio.

Ainda de acordo com o secretário adjunto, esta semana o Comitê Extraordinário da Covid-19 decidiu que a macrorregião Leste avança para a onda amarela. Até o momento, as macrorregiões com maior adesão são a Centro Sul, com 47 municípios aderidos de um total de 51; a Sudeste, com 73 de um total de 94; a região Leste, com 47 de um total de 51; e a Noroeste, com 19 cidades aderidas de um total de 33.

“O plano nessas regiões é uma ação padronizada praticamente em todo o bloco. É importante frisar que nas macrorregiões onde há uma maior adesão ao Minas Consciente, os indicadores epidemiológicos têm dado sinais claros de eficiência”, concluiu Passalio.

Esse post foi publicado em Noticias de Minas Gerais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s