Escola no Sul de Minas reúne 250 projetos inovadores, em duas feiras simultâneas

ETE FMC promove a tradicional Feira de Projetos Futuristas – ProjETE; e pela primeira vez, a Feira Estadual de Ciências e Tecnologia – Fecete

Participam cerca de mil expositores em Santa Rita do Sapucaí (MG), de 7 a 9 de outubro, com entrada gratuita

Já imaginou vestir uma armadura que eleva a sua força? Ou poder ver o que quiser em um computador, sem outras pessoas bisbilhotando, usando apenas uns óculos? Essas são duas das 250 invenções que serão expostas na Escola Técnica de Eletrônica Francisco Moreira da Costa – ETE FMC, em Santa Rita do Sapucaí, Sul de Minas, nos dias 7, 8 e 9 de outubro. A instituição sediará simultaneamente duas feiras de ciências e projetos inovadores, a 35ª Feira de Projetos Futuristas – ProjETE, com projetos de alunos da ETE, e a 1ª Feira Estadual de Ciências e Tecnologia – Fecete, com projetos de estudantes de 34 escolas de 26 municípios de todo estado de Minas Gerais.

Na ProjETE, um dos destaques é o ‘Exoesqueleto para Bombeiros’. Inspirado em filmes de ficção científica, o protótipo é uma espécie de armadura com sistemas de compressão (da área de automação), que são capazes de intensificar a força de trabalhadores, ajudar a levantar peso e remover escombros.

Para auxiliar deficientes auditivos, um grupo de estudantes desenvolveu o ‘Helper’, aplicativo que converte a fala do professor em escrita, mostrada em um computador para os alunos. E possibilita a interação dos alunos com os docentes, por meio de uma pulseira acionada por três botões com as falas ‘não entendi’, ‘venha aqui’ e ‘vou sair da sala’. O professor recebe as mensagens por um dispositivo em sua mesa.

Um terceiro grupo, vindo da zona rural, percebeu a dificuldade que muitos trabalhadores tinham em manusear e configurar as chocadeiras do mercado e desenvolveram um protótipo de fácil manuseio, a ‘Chocadeira Eletrônica’, configurada automaticamente por um software. “A nossa chocadeira é bem intuitiva, basicamente coloca-se o ovo e, cerca de 20 dias depois, retira-se o pintinho. Não é preciso fazer nada”, explica o aluno da ETE, Marcelo Oliveira, integrante do grupo. O projeto também é de baixo custo, tornando-o ainda mais acessível aos produtores.

A Fecete, que recebe ideias de escolas públicas e particulares de todo o estado mineiro, tem entre seus projetos de destaque os ‘Óculos da Privacidade’, desenvolvidos por estudantes da Escola Estadual Técnico Industrial Professor Fontes, de Belo Horizonte. O protótipo visa resolver o problema da privacidade de informações em um ambiente coletivo, permitindo que apenas a pessoa com os óculos enxergue o que está na tela de um computador. Quem está fora vê a tela em branco. Isso é possível com a retirada de uma pelicula do computador e colocada nos óculos.

Outra ideia, que visa aumentar a segurança em residências, é a Smart House, desenvolvida por estudantes do Centro de Educação Profissional “Tancredo Neves”. Uma casa inteligente é equipada com diversos sensores, que realizam ações para aumentar o conforto e a segurança. Entre as ações, uma se diferencia: o aparelho avisa quando o morador deixa a residência sem trancá-la, emitindo sinais visuais e sonoros.

Abrangendo várias áreas do conhecimento e das ciências, as duas feiras reunirão futuros talentos na região conhecida como Vale da Eletrônica. Os projetos em exposição são feitos por estudantes de 13 a 20 anos e que podem ser aplicados em segurança, sustentabilidade, acessibilidade, sociabilidade, tecnologia e mobilidade urbana. A Fecete é aberta ao público das 15h às 21h; a ProjETE, das 18h às 22h, ambas com entrada gratuita.

“Estamos às vésperas das feiras e as expectativas só aumentam. Queremos que mais uma vez os alunos demonstrem com êxito o resultado de seus trabalhos, pesquisas e desenvolvimentos, a toda comunidade acadêmica, empresarial, e visitantes em geral”, declara o coordenador das feiras, professor Fábio Carli Rodrigues Teixeira. “Com a novidade da Fecete este ano, pretendemos que os estudantes de outras escolas participem e interajam com os alunos da ETE, para que haja uma saudável troca de informações e conhecimentos, harmonizando o ensino e a aprendizagem no estado”, completa.

Há 13 anos, as melhores ideias da ProjETE são selecionadas para participar da Febrace – Feira Brasileira de Ciências e Engenharia da Universidade de São Paulo, considerada a maior feira de ciência e engenharia no País, voltada para estudantes pré-universitários. As invenções da ETE FMC já conquistaram cerca de 70 prêmios na Febrace, além de prêmios no meio científico brasileiro e até de fora do País. A próxima Feira da USP será em março de 2016.

Os autores dos projetos que obtiverem destaque na Fecete serão premiados com Bolsas de Iniciação Cientifica Júnior, oferecidas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico — CNPq (www.cnpq.br).

Destaques da 35ª ProjETE:
Exoesqueleto para Bombeiros: Augusto Dionísio Moreira, Geraldo Pereira da Costa Neto, Maria Eduarda Ribeiro Teixeira e Thiago Henrique Nunes Borges.
Helper: Jean Paulo de Alvarenga, Edilson Rosa Marcelino de Brito e Éverton Francisco Prado Batista.
Chocadeira Eletrônica: Carlos César Silveira Freire, Fabiano Alexandre Junior, Igor Vinicius Pereira, Marcelo Augusto de Oliveira e Mateus Machado Ribeiro.
Demais destaques da ProjETE:
Protótipo de Mão Biônica: Feito em impressora 3D e motorizado, é uma solução para implantes. Produzido com resina comum e de mecanismo simples, o produto sai bem mais em conta do que os existentes no mercado. A mão faz movimentos básicos, como pegar um copo.
Grupo: Cassiano Inácio Garcia, Leandro Paulino Garcia, Rafael de Moraes Pinto e Thomas Garcia Silva.
Hidropônica Automatizada: Solução inteligente e sustentável, que permite qualquer pessoa cultivar verduras em casa. Projetado para ser colocado em paredes, como um jardim vertical, o sistema pode ser controlado por um aplicativo de celular, que informa sobre a água, os nutrientes e como está a plantação.
Grupo: Breno Lopes Pedro, Diego Silva Ferreira, Johnathan Henrique Lopes e Samuel Alves Fernandes.
Destaques da 1ª Fecete:
Óculos da Privacidade: Jéssica Ferreira Marques de Souza e Weder Gabriel Lopes de Oliveira.
Smart House: Escola/Cidade: Centro de Educação Profissional “Tancredo Neves” – Brazópolis
Grupo: Natanael Francisco Cardoso de Faria e Victor Hugo Ambrosio.
Recarregando a Bateria do Celular Através da Energia Produzida no Movimento da Bicicleta: A energia mecânica da bicicleta é transformada em energia elétrica, por meio de um dínamo retirado de uma impressora quebrada. Uma solução altamente sustentável e reciclável, com valor mais acessível do que o dos produtos existentes no mercado.
Escola/Cidade: Escola Estadual “Doutor Joaquim Vilela” – Boa Esperança
Grupo: Fernanda Cristina da Silva, Nathan Almeida Amancio e Sabrina Machado Tomaz.

Serviço:
35ª Feira de Projetos Futuristas da ETE FMC
Quando: De 7 a 9 de outubro, das 18h ás 22h
Onde: Campus ETE FMC – Av. Sinhá Moreira, 350 – Centro – Santa Rita do Sapucaí/MG
Entrada gratuita.
1ª Feira de Ciências e Tecnologia do Estado de Minas (Fecete)
Quando: De 7 a 9 de outubro, das 15h às 21h
Onde: Campus ETE FMC – Av. Sinhá Moreira, 350 – Centro – Santa Rita do Sapucaí/MG
Entrada gratuita.

Para mais informações sobre visita, entre em contato com a ETE FMC pelo telefone (35) 3473-3600 ou pelo e-mail juliana.baldoni@etefmc.com.br.
ETE FMC – Desde a fundação em 1959, a ETE FMC (www.etefmc.com.br) passou a ser referência em educação, por abrigar a primeira escola de eletrônica de nível médio da América Latina e a sétima no mundo, que atrai estudantes de todo o País. Atualmente, com cerca de 750 alunos, nos períodos diurno e noturno, oferece os cursos de Automação Industrial, Telecomunicações e Equipamentos Biomédicos, além de Ensino Médio Regular. A região é conhecida como o “Vale da Eletrônica” – referência ao Vale do Silício na Califórnia (EUA) – de onde muitos produtos e sistemas tecnológicos inovadores são lançados para o mercado nacional e internacional. Boa parte deles nasce dentro da escola.OFERECIMENTO NETSI

Esse post foi publicado em Informativo ETE - FMC. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Escola no Sul de Minas reúne 250 projetos inovadores, em duas feiras simultâneas

  1. Marcela Mirella disse:

    Date: Tue, 29 Sep 2015 12:01:16 +0000 To: marcela-penmat@hotmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s