Jovens levam suas invenções para a 34ª ProjETE, promovida pela ETE FMC

Mais de 160 projetos estarão expostos na Feira que ocorre em Santa Rita do Sapucaí (MG), de 8 a 10 de outubro, com entrada gratuita

Com foco na inovação, criatividade e sempre atentos às necessidades do mundo que os cerca, 700 jovens inventores desenvolveram projetos para aplicação em segurança, sustentabilidade, acessibilidade e mobilidade urbana e que serão apresentados na 34ª edição da Feira de Projetos Futuristas – ProjETE 2014.

A feira é promovida pela ETE FMC – Escola Técnica de Eletrônica Francisco Moreira da Costa, localizada em Santa Rita do Sapucaí, pequena cidade do Sul de Minas conhecida como Vale da Eletrônica, de onde já saíram muitas invenções, algumas foram até para o exterior. O evento reúne mais de 160 invençoes de alunos do Ensino Médio e Técnico, com idade entre 15 e 17 anos, e do curso Técnico Noturno, da instituição. Os projetos poderão ser vistos pelo público de 8 a 10 de outubro, das 18h às 22h.

Segundo o coordenador da ProjETE, professor Fábio Carli Rodrigues Teixeira, “a feira é um celeiro de ideias, que ao longo dos anos têm sido aproveitadas e lançadas no mercado. Atualmente, muitas das empresas do Vale da Eletrônica nasceram dentro da instituição, criadas por alunos e ex-alunos que se tornaram grandes empreendedores”.

Muitos dos projetos que serão expostos representam importantes avanços tecnológicos, como sistema auxiliar para deficientes visuais, que orienta a movimentação do deficiente em ambientes novos, por meio de mensagens emitidas pelo toque da bengala no chão; detector de vazamentos em encanamentos de gás; sistema de sensores eletrônicos para acionamento automático de airbag, de proteção ao idoso em caso de queda; elementos filtrantes, controlados por circuitos eletrônicos que transformam a umidade do ar em água limpa. E uma inovação do mercado que muitas donas de casa vão gostar: controle da função “pipoca” em aparelhos de microondas, que evita perda por queima ou não estouro do milho.

Nessa edição da ProjETE, uma das novidades é a parceria com o Grupo Algar, multinacional brasileira sediada em Uberlândia, que trará palestrantes para o evento e escolherá algumas equipes para exporem seus projetos na Mostra Algar de Inovação de 2015.  Outras escolas e empresas da região, como Ericsson, INATEL e ABRIC – Associação Brasileira de Incentivo à Ciência, também terão estandes no local e promoverão palestras e premiações aos alunos.

Há 12 anos, os melhores projetos são selecionados para participar da Febrace – Feira Brasileira de Ciências e Engenharia da Universidade de São Paulo, considerada a maior feira de ciência e engenharia no País, voltada para estudantes pré-universitários. As invenções da ETE FMC já conquistaram 66 prêmios na Febrace, além de prêmios no meio científico brasileiro e até de fora do País. A próxima Febrace será em março de 2015. 

Alguns dos projetos da ProjETE 2014: 

Sistema Auxiliar para Deficientes Visuais: dispositivo que orienta a movimentação do deficiente em ambientes novos, por meio de mensagens emitidas de acordo com o toque da bengala no chão.

Grupo: Carlos Eduardo de Paula, Letícia Carneiro de Souza, Ariádine Oliveira Faria Dias, Izabela Gomes Tardioli. 

Ecologia: elementos filtrantes controlados por circuitos eletrônicos, que transformam a umidade do ar em água limpa.

Grupo: Gabiela Pereira Ferrer; Nayara Pereira Simões; Rafael Vieira do Nascimento; Vitor Reis de Souza.

Estufa Móvel Inteligente (E.M.I.): protótipo capaz de realizar o cultivo de plantas de forma automatizada, por meio de uma estufa móvel controlada por bluetooth (tecnologia wireless usada para transferir dados entre diferentes dispositivos eletrônicos e multimídia, portáteis e não-portáteis). Destaca-se a não utilização de agrotóxicos.

Grupo: Bruno Carmo Kaiuca, Jaíne Cássia Fonseca  Amaral, Gustavo Henrique de Andrade Oliveira, Adriene Zilda Corrêa Magalhães.

Detector de vazamentos em encanamentos de gás: automação eletromecânica, que detecta e isola pontos de vazamento em sistema de distribuição de gás encanado.

Grupo: Enzo Augusto Pinto; Nicolas José Peçanha; Tayná Couto Ribeiro; Victor Putton T. de Souza.

EPI para o Trabalho com a Rede Elétrica: o projeto alerta o técnico de manutenção da rede elétrica, através de vibrações mecânicas, da falta de algum Equipamento de Proteção Individual – EPI, reduzindo assim os riscos de sofrer descargas elétricas durante os procedimentos de manutenção.

Grupo: Erick P. Brancher; Gianlucca Murad; Layra Helena Ribeiro Pinto Costa; Thuani Carneiro.

Sistema para Identificação dos tipos de solo, no preparo balanceado da terra, para cultivos agrícolas: equipamento portátil com sensoriamento eletrônico específico, que identifica os tipos de solo, e defini as correções necessárias à produção de um elenco de culturas de plantio.

Grupo: Cristian Henrique da Silva; Flávio Brusamolin Brito; Gustavo Bitencourt; Wanderson Borba Sales Pereira.

Solução diferenciada para controle da função “pipoca” em aparelhos de microondas: é uma inovação de mercado. Proposta de controle da execução da função “pipoca” em aparelhos de microondas, que evita perda por queima ou não estouro do milho, devido às diferentes qualidades de milho disponíveis no mercado.

Grupo: Allyson A.F. Ribeiro, Heitor Vieira Santana, Igor Vilela Nassar, Jean Zanella Correia.

Dispositivo individual antiquedas inflável para idosos: sistema de sensores eletrônicos para acionamento automático de “airbag”, que visa proteger o idoso em caso que queda.

Grupo: Ana Luíza Rodrigues Gonçalves, Juilie Silveira Cerqueira, Lucas Ribeiro Vilela Rosa.

Sistema de segurança contra acidentes em cruzamento, envolvendo veículos emergenciais: o sistema prevê a formação de um “corredor” para facilitar, em tempo real, os trajetos de veículos emergenciais, entre o sinistro e hospitais, agilizando o tempo para atendimento de socorro.

Grupo: Matheus de Souza Magalhães, Rafael Teles Sepúlveda Bonfim, João Paulo Magalhães Ribeiro, Gustavo de Souza Elias, Ney Vitor Felipe Noronha.OFERECIEMENTO PAPÃO

Esse post foi publicado em Informativo ETE - FMC. Bookmark o link permanente.

13 respostas para Jovens levam suas invenções para a 34ª ProjETE, promovida pela ETE FMC

  1. Fabio Fernandes de Oliveira disse:

    Somos alunos da ETE grupo 2207 curso noturno, gostaria de ressaltar que nosso trabalho no foi listado aqui, nosso Projeto foi desenvolvido no intuito de combater a adulteração de combustíveis (analisador de combustível adulterado). A ideia do trabalho é um detector que fica localizado no bocal do tanque do veiculo automotor onde no ato do abastecimento o analisador coleta uma amostra do combustível, que através de sensores verificam se o mesmo é padrão e se esta de acordo com as normas da ANP (Agencia Nacional do petróleo) , apos a analise, os resultado são mostrados em um display que fica localizado no painel do veiculo alertando o consumidor se a qualidade é (BOA ) ou (RUIM), além de possuir um dispositivo que registra a quantidade em litros que esta sendo abastecida no veiculo automotor.

    Segundo pesquisas o combustível adulterado traz uma serie de danos ao veiculo, diminuindo a vida útil do veiculo automotor, ou seja faz com que gastamos cada vez mais com manutenções e etc.

    O proposito do trabalho tem como ídeia o combate aos postos que além de nos vender combustível fora da qualidade, nos enganam também na quantidade abastecida alterando suas bombas.

    Gostaria de frisar que nosso projeto foi premiado em 1º lugar geral pelo INATEL, na área de automação e controle.

  2. Engº Ronaldo Vimieiro disse:

    Gostaria de parabenizar o grupo de alunos da ETE que construíram o trabalho na PROJETE 2014 intitulado “Analisador de combustível adulterado”, pois achei uma idéia brilhante, inovadora e muito técnica, dando ao consumidor a oportunidade de fiscalizar a qualidade dos combustíveis, como Gasolina, Álcool e Diesel. Parabéns, Parabéns e Parabéns.

  3. paula silva disse:

    Esse projeto do combustível adulterado,pra mim foi um dos melhores,porem não citaram ele no noticiário acima,pois alem de ser um projeto diferente ,ele iria auxiliar o consumidor a não ser mais lesado nos postos de combustível,ainda mais em santa rita que já é difícil escolher um posto confiável.

  4. Julio disse:

    Sou estudante do inatel 4 periodo do curso de engenharia, estive na projete no dia 09/10/2014 e tive a oportunidade de conhecer o trabalho do grupo ,pois o trabalho estava sendo muito comentado……(Analizador de Combustivel Adulterado) , na minha opiniao foi o melhor trabalho apresentado na feira por sua complexidade…..vcs estao de parabens pelo nivel de projeto apresentado.

  5. Aranha disse:

    Poderia divulgar o resultado dos testes em nossos postos?
    Onde conseguiram a gasolina de referência?
    Parabéns pelo projeto!

    • Fabio disse:

      Ola Aranha…. coletamos 5 amostras de combustivel na regiao….damos como combustivel padrao, aquele que apos analizado encontra-se com sua qualidade de acordo com a tabela vigente da ANP , quanto aos resultados das analises que ficaram fora das normalidades nao somos autorizados a divulgar.

  6. Aranha disse:

    Obrigado… Compreendi a mensagem. Sinto que por aqui o combustível não é dos mais puros, viajo bastante e a autonomia é diferente mesmo depois de considerar vários aspectos do trajeto. Em contato com a ANP ela somente fiscaliza denúncias pontuais, ou seja Posto A, endereço B cidade C. Pedir uma geral na cidade ela não atende!
    Desejo sucesso nos negócios e principalmente muita força e perseverança pois esta área não é nada fácil de se lidar!

  7. Izabel disse:

    Estive na feira e achei o projeto do grupo muito interessante com uma apresentação otima e muito clara. Na minha opinião o projeto não pode cair em esquecimento, afinal é a solução para que não sejamos enganados e extorquidos. Obs: também achei ótimo o equipamento que registra a quantidade de combustível que entra no tanque! Parabéns ao grupo!

  8. Guilherme Gasparoni disse:

    Sou estudante do 3º ano na FAI e na 5ª feira, fui à PROJETE2014 e me agradei muito do trabalho Analisador de Combustível Adulterado. Ideia e complexidade do projeto são ótimas, o grupo está de parabéns. Foi merecido o 1º lugar.

  9. Rodrigo disse:

    Sou aluno do 6º período do Inatel e dei uma lida no projeto do combustível adulterado, e pelo que percebi é um projeto muito interessante. O nível de complexidade é altíssimo ainda mais para alunos do curso técnico. Parabéns a todos os integrantes e que eles possam seguir com esta idéia que só tem a trazer benefícios para a sociedade.

  10. Junior disse:

    Dei uma passada pela feira e o projeto que mais me chamou a atenção foi este citado nos comentários e não citado no texto desta matéria, “Analisador de Combustível Adulterado”, projeto muito bem elaborado e desenvolvido pelo grupo, visto a grande dificuldade na realização dessas medidas e o grande problema que nossa sociedade enfrenta atualmente com essa adulteração. Parabéns, tomara que essa ideia prospere e vocês deem continuidade ao projeto.

  11. Paulo de sa disse:

    Ola galera do ETE, muito bom projeto ,voces estao de parabens, gostaria de ver em outras feiras, um projeto desse nao pode ficar engavetado .qual sera o proximo passo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s