Geraldo Thadeu falou sobre sua trajetória pública e as perspectivas para as Eleições de 2014

Geraldo_Thadeu_durante_a_audincia_pblica_em_BrasliaO deputado federal Geraldo Thadeu (PSD-MG), presidente do partido no estado e presidente da Comissão de Minas Energia da Câmara dos Deputados realizou mais um encontro “Café com o Parlamentar” na última quinta-feira, 26, conforme tem feito durante seu mandato.

Em seu escritório regional em Poços de Caldas, Geraldo Thadeu atendeu aos jornalistas da região e falou sobre sua trajetória pública e as perspectivas para as Eleições de 2014.
Segundo ele, a intenção foi esclarecer alguns posicionamentos e atitudes políticas antes de iniciar o período da campanha eleitoral.
O deputado começou sua fala lembrando que é dentista de formação, profissão na qual trabalhou até os 51 anos de idade, com dedicação exclusiva. O ingresso na política, de acordo com o deputado, foi por inspiração de seu pai. “Sempre gostei de política desde a infância quando acompanhava o trabalho de meu pai, Geraldo Virgínio dos Santos, médico e ex-prefeito de Jacuí, por dois mandatos, cidade onde nasci”.

Depois veio a participação em movimentos populares em diretórios acadêmicos, associações de classe, entidades sociais como a Associação Atlética Caldense e Rotary Clube.

Quando mudou-se para Poços de Caldas em 26 de outubro de 1975, coincidentemente dia do seu aniversário, foi acolhido por familiares, como Sebastião do Prado Luz. Seu primo, Chiquito Luz foi vereador e presidente da Câmara e faleceu prematuramente aos 50 anos de idade.

A escolha para ser candidato a prefeito foi uma surpresa. “Esta oportunidade veio com a responsabilidade da indicação de meu nome e com a parceria com o vice, Ronaldo Junqueira, conseguimos unir lideranças que antes eram antagônicas, como Sebastião Navarro e Carlos Mosconi. Com este fato ingressei na política de Poços como prefeito municipal e eleito, cumpri o mandato de 1997 a 2000.”

Segundo o deputado, foi um mandato muito difícil com as finanças da prefeitura altamente comprometidas mas com uma equipe competente e muito trabalho conseguiu reverter a situação. As dívidas foram liquidadas, obras importantíssimas foram realizadas na saúde, educação, infraestrutura, urbanização, limpeza pública, ações que representaram 87% de aprovação da população na pesquisa Ibope / EPTV, no final do mandato.

Estimulado pelo trabalho que realizou e pelos contatos que tinha na região e pelo fato de que o deputado Mosconi não seria candidato em 2002, lançou sua própria candidatura a deputado federal, cargo para o qual foi eleito em três pleitos.

“Nas últimas eleições para prefeito houve uma pressão muito grande para que eu me candidatasse pelo nosso grupo político, mesmo exercendo o mandato de deputado federal. Foi uma candidatura muito desgastante tanto pela campanha contrária maldosa que sofri procurando atingir a mim e a minha família, tanto pelas dificuldades financeiras. Alguns fatos que aconteceram fizeram com que eu tomasse, talvez, uma posição de independência mas ao lado dos meus companheiros do PSD, inclusive os que hoje estão presentes na Câmara Municipal, vereadores Paulo Eustáquio e Rogério Andrade.”

Geraldo Thadeu lembrou que antes do atual prefeito de Poços assumir o mandato foi realizada uma reunião com a Executiva do PSD em Poços para saber o rumo pelo qual seguiriam na política local e por maioria absoluta foi decidido o apoio à administração do prefeito Eloísio Lourenço, o que vem acontecendo desde então.

PRINCIPAIS AÇÕES NESTES 11 ANOS

Geraldo Thadeu lembrou algumas conquistas importantes para Poços e região e agradeceu pelo apoio de pessoas como Paulo Molinari, Dirceu Ferreira, da sua esposa Vanira, da filha, Juliana, da equipe de trabalho e da população. Disse ainda que é pré-candidato à reeleição para deputado federal e destacou a atenção recebida dos governos Lula e Dilma, assim como dos governos estaduais de Aécio e Anastasia.

– recuperação das rodovias que estavam abandonadas há mais de 30 anos e que recebem investimentos federais de R$ 250 milhões;

– instalação do Instituto Federal, inicialmente CEFET, com campus em Poços, com investimento de R$ 12 milhões para abrigar 1.200 alunos e pelo menos 40 professores e servidores;

– implantação do SAMU, conquista reconhecida no atendimento de urgência e emergência;

– instalação Restaurante Popular;

– transformação da Efoa em Universidade Federal de Alfenas – UNIFAL, que possibilitou a abertura de três campus: Alfenas, Varginha e Poços de Caldas com 180 professores e servidores e 1220 alunos, orçamento anual previsto de R$ 18 milhões, reconhecimento neste processo que veio com a maior honraria da Universidades Federais, o título de Dr Honoris Causa da Unifal;

– autorização pelo Governo Federal para a implantação do curso de Medicina pela Unifal em Alfenas e de um curso de Medicina que será implantado em Poços de Caldas;

“Sendo assim e por todas as emendas disponibilizadas como recursos para os municípios do sul e sudoeste de Minas é que digo que o meu compromisso é com a população independente da legenda partidária do prefeito que administra cada cidade.”oferecimento impact

Esse post foi publicado em Eleições 2014. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s