CONFERÊNCIA NACIONAL DAS GUARDAS MUNICIPAIS

Ocorreram entre os dias 16, 17 e 18 de Outubro na cidade de São Vicente- SP a Conferência Nacional das Guardas Municipais e Eventos Integrados.

A Conferência foi criada com objetivo de fortalecer as Instituições Guardas Municipais, elegendo representantes dos diversos Estados da Federação.

Juntamente ocorreu a 6ª FENASEM- Feira Nacional de Segurança Pública Municipal, com stands de produtos que podem auxiliar na forma de se fazer Segurança Pública nos municípios, Campeonato de cães policiais das Guardas, Palestras diversas e apresentação de atividades desenvolvidas por algumas Cidades através de suas GM’s.

Santa Rita do Sapucaí teve representando a mesa de votação o Guarda Municipal Elivélson Soares, que desempenhou função de Subcomandante até o mês de julho deste ano, donde foi exonerado a pedido, após ser convidado a fazer parte deste novo Projeto Nacional de fortalecimento das Guardas Municipais do Brasil.

O Guarda Municipal Daniel Gonçalves Silva também esteve representando Santa Rita do Sapucaí, sendo que ambos se deslocaram junto à caravana Mineira composta por mais de 20 Municípios e cerca de 40 Guardas Municipais.

Estiveram presentes durante o Evento, mais de 3.000 pessoas de 80 cidades dos diversos Estados da Nação.

Nosso município terá como Membro de Comissão dos trabalhos o GM Elivélson Soares, que está concluindo Especialização em Segurança Pública e vem participando de assuntos em diversas cidades, sobre o Tema Segurança Pública Municipal e as Guardas Municipais.

(Pena foi nosso município não auxiliar em nada estas viagens que tratam de assuntos de grande interesse da administração e da população em geral, já que atravessamos um período onde o Município não pode mais ser omisso a sua participação).

Dever do “Estado” ainda é um escudo utilizado por Gestores que são Tímidos aos assuntos relacionados à Segurança Pública, e desta forma acreditam estarem fazendo sua parte ao contribuírem financeiramente com aquilo que é de uso do Estado.

Anúncios

Sobre Giácomo Costanti

Email: contato@valeindependente.com.br
Esse post foi publicado em Guarda Municipal. Bookmark o link permanente.

15 respostas para CONFERÊNCIA NACIONAL DAS GUARDAS MUNICIPAIS

  1. Pedro Souza disse:

    Espero que esta conferencia venha a somar algo positivo pq a GM de Santa Rita só faz patrulhamento na Praça Santa Rita

  2. BOLINHA disse:

    Muito bom a pergunta do Pedro, sera que a guarda municipal de nossa cidade esta preparada para fazer um trabalho de qualidade a população, sera que a guarda pode assumir o transito hoje, pode assumir prestar um bom serviço ao povo com respeito e profissionalismo. Pergunto aos guardas municipais que foram ao encontro se a corporação de vocês pode e tem condições de fazer valer o salario pago pelo povo .Façamos uma pesquisa para sabermos .Aproveito para que possam esclarecer ou quem pode dizer para a população onde sera a nova sede da guarda, pois passei em frente e tem uma placa de vende-se a casa. A prefeitura pode falar sobre isso.

  3. A Conferência foi criada realmente para dar novos caminhos às Guardas Municipais.
    Tirar um pouco da intervenção que os Administradores exercem sobre nossos trabalhos, tentando direcioná-las (nossas atividades) àquilo que é ou pode ser de interesse única e exclusivamente dos próprios gestores.
    A População pode e deve mudar esta realidade que não é exclusividade de nosso município.
    Elegemos representantes, e confiamos na defesa de nossos interesses na esfera Executiva e Legislativa. Cabe a cada um de nós, cobrarmos política pública eficiente, onde se insere a política municipal de Segurança Pública como um dos pilares das necessidades básicas do cidadão.
    Não há mais espaço para timidez aos representantes do Povo, pois se assim for, estão no local errado (prefeitos e vereadores).
    O que muitas vezes falta é coragem para mudar a realidade, e maturidade para buscar conhecimento daquilo que é necessidade à sociedade.
    A Conferência abre Voz e Vez aos Guardas Municipais, diretamente em Brasília, onde esperamos a 11 anos a aprovação da PEC 534/02 e a 10 anos o PL 1332/03, que definem as atribuições das Guardas Municipais e nos tiram da situação de reféns dos Cargos Eletivos Políticos Passageiros.
    Quanto a realidade municipal, ainda temos que trabalhar o convencimento do Legislativo, que em grande parte desconhecem o teor essencial do Tema, e Executivo, que por ser assessorado por leigos ao assunto, buscam entendimento fora do ramo que o entende.
    Estamos com efetivo inferior a 40% do previsto, e isso compromete significativamente os trabalhos realizados, e há gráficos e trabalhos de outrora que apontam a triste realidade decrescente que enfrentamos.
    A Guarda Municipal de fato pode e deve fazer muito mais pelo município e pela sociedade, mas para isso precisamos de apoio Executivo e Legislativo, pois sem normatização das atribuições a nível municipal e delegação de funções nos tornaremos em breve meros servidores uniformizados (se houver uniformes) recebendo da sociedade e não respondendo aos anseios da mesma.
    Grande abraço, e confiamos em Deus que mais um passo está sendo dado para atender não só seus anseios, mais também o da maioria dos cidadãos de bem e Guardas Municipais engajados na causa.
    Elivélson Soares

    • Pedro Souza disse:

      Não concordo com o Sr ELIVELSON SORAES.
      O fato ter um efetivo 40% menor que o previsto não limita a capacidade do pessoal q estiver de Serviço. Exemplo: levar mais de 1 HORA para chegar no local onde houve uma invasão de domicilio é devido o efetivo ser menor???
      Cerca de 1 hora é possível sair do Estado de Minas Gerais ou atravessar a nossa cidade de ponta a ponta a PÉ. Agora a GM utilizou este tempo para chegar de VIATURA no local do ocorrido ( Rua Farid Abrão – material publicada neste jornal).
      Cito este fato, porém há vários outros relatos de cidadãos de Santa Rita insatisfeitos com a nossa GUARDA MUNICIPAL.
      Na minha opinião, para termos segurança, é necessário PROFISSIONALISMO e maior efetivo de PM e não de GM.

      • Sr Pedro Souza, aproveito para agradecer o apoio que nos deu naquela madrugada (03h00), foi de grande valor sua participação e dos demais na ocorrência (infelizmente ficamos com o autor e vítima até as 12h00 do dia seguinte e não foi possível agradecê-lo).
        Sabendo que seu interesse é tão voltado a melhoria quanto o meu e de tantos outros, sei que podemos somar muito para uma Segurança mais efetiva.
        Grande abraço e parabéns pelo compromisso social.
        Fico à disposição, e aguardamos sua presença na Audiência Pública que tratará o Tema.

      • Renato disse:

        Pedro, você tem algum problema que esta se tornando sério não é, querer comparar uma instituição que DEVE dar , prestar o serviço no caso a Policia Militar com a Guarda Municipal que apoia essa instituição e demais, penso eu que você deva ser um militar da Policia ou do Exercito “que são duas instituições que na maioria das vezes dão maior apoio as Guardas Municipais”, pois esta muito critico a esse assunto, e sendo uma pessoa de bem que penso ser porque não procura o sr Prefeito de sua cidade para solicitar que ele de mais cursos e deixe o Guarda Municipal mais Profissional como você quer, e quem sabe mais policiais também né.
        O Policial Militar assim como o Militar do Exercito não entram na Instituição sabendo de tudo, eles aprendem com cursos e no dia a dia.
        Peça aos cidadãos de Santa Rita para os que estão insatisfeitos fazerem a mesma coisa por favor, e se possível de nome aos bois né.
        DESPREZÁVEL seu comentário sobre a Guarda Municipal, me desculpe mas você foi muito infeliz sobre o assunto, procure se atualizar dos fatos, OK.

  4. Marco disse:

    Na minha opinião o fato de um Prefeito não apoiar sua Guarda Municipal,não justifica os profissionais que foram treinados para exercerem suas atribuições fazerem o que pessoas leigas lhes ordenem pois não são simples funcionários públicos tão pouco suas vestimentas simples uniformes,não podem e não devem desviar suas funções,a Guarda Municipal é a única Instituição a nível Municipal relacionada na Constituição Federal onde se trata de Segurança Pública.

  5. Marco disse:

    Penso que até mesmo animais irracionais quando treinados e adestrados, podem mudar de dono mais não conseguem deixar de fazer os comandos nos quais aprenderam, desculpem a comparação.

    • Renato disse:

      Assim como esse animal que escreveu essa mensagem, e comparou os Guardas Municipais com um animal irracional assim como ele mesmo o é, e mais ainda ele aprendeu a escrever também.
      Porque em vez de criticar não procura ajudar esses profissionais que estão diuturnamente em serviço para ajudar os animais irracionais assim como os racionais.
      Espero que tenha um pouco de consciência para parar e refletir sobre o assunto pois parece que você tem alguma coisa contra a Guarda Municipal de sua cidade, sinto muito mas um dia você quem sabe pode a vir precisar de um desses Guardas né.

      • Marco disse:

        Bom dia Renato tentar ajudar é o que estou fazendo minha comparação longe de querer ofender, referia ao fato de que os Agentes da Guarda Municipal são treinados e muitas das vezes encontram-se submetidos inclusive ao meu ver desviados de sua real missão para satisfazer sentimento de “Autoridades da Administração Pública” que não conhecem ou não querem suas Guardas atuantes e isso causa ao Agente de Segurança Pública Guarda Municipal um desconforto no cumprimento de seu dever já que acabam jogando no lixo todo tempo dispensado de treinamentos.

      • Marco disse:

        Expressei-me em sentido figurado para que minha comparação fosse entendida de forma que o Guarda Municipal treinado cidadão dotado de inteligência ,deveriam utilizar de seus treinamentos e conhecimentos ao invés de serem submetidos à aqueles que não querem trabalhar com profissionalismo e sabendo-se que estão sendo usados para servirem a Politicagem e não a Política com ética e Moralidade.

  6. Pedro Souza disse:

    Sr ELIVELSON SORAES, infelizmente não estive presente no ocorrido, tomei conhecimento do fato apenas leito este precioso jornal, e sobre o comentário do Sr Marcos, nós estamos nos referido a instituições Municipais e Estaduais( GM e PM, respectivamente) e não sobre animais irracionais ou adestrados.

  7. Marco disse:

    Vá Estudar que você ganha Mais…

  8. Renato disse:

    E para os desavisados a Conferência foi criada realmente para dar novos caminhos às Guardas Municipais, porque ao invés de criticarem de forma obscura não dão as caras e participam da Conferencia, hein. Abraço a NAÇÃO AZUL MARINHO.

  9. Mauricio maciel disse:

    A Conferência é uma entidade de abrangência nacional e tem como missão defender os interesses das guardas municipais e articular movimentos sociais e populares, e os poderes constituídos no sentido de construir um modelo de segurança pública que corresponda aos desafios da democracia e da sociedade civil. Unir e padronizar, defender e construir mecanismos de fortalecimento das instituições e valorização dos profissionais fazem parte das metas a serem perseguidas.
    Em verdade, pode-se dizer que a segurança pública está em fase de evolução no Brasil, haja vista que a sociedade não se adapta com a falta de segurança e, quando pode busca na iniciativa privada, meios que não lhe é garantido pelo poder público. Diante disso, é que se vê a propagação da indústria da segurança, mas que por outro lado, a área política vem tomando iniciativas com propostas de projetos que reconheçam o papel das Guardas Civis Municipais do Brasil e sua importância na proteção.
    Parabéns Santa Rita do Sapucaí, mesmo nas dificuldades vocês tem uma instituição municipal de segurança pública, A construção da paz social envolve continuamente a integração das instituições para redução de conflitos, impunidade e injustiça. O setor de Segurança Pública necessita de um pacto democrático ação necessária para romper definitivamente as amarras deixada pela visão puramente estatal no combate a violência e ao delito.
    Ordem Pública é inerente e associada a segurança pública, que garante a proteção e organização das regras de civilidades municipais, as Guardas Civis atua ativamente na vigilância, prevenção e repressão de condutas delituosas, cuja finalidade é produzir uma convivência social pacifica das pessoas e do patrimônio. As instituições adoecem como pessoas e como tal dever ser sempre cuidadas, feridas e cicatrizes fazem parte de um sistema que no brasil é quase intocável, a Guarda Municipal não pertence ao Prefeito é sim um direito e um bem de toda sociedade.
    Abraço a todos. Mauricio Maciel.

Deixe uma resposta para Mauricio maciel Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s