DEFESA SOCIAL CRIA GRUPO DE PATRULHAMENTO PARA A REGIÃO CENTRAL

guardaEm Pouso Alegre, a segurança na região central da cidade ganha um reforço de peso a partir de 1º outubro. A Secretaria Municipal de Defesa Social está criando o Grupo de Patrulhamento da Área Central (GAP). 12 guardas municipais vão fazer o monitoramento do local durante 24 horas. O patrulhamento é uma resposta ao aumento de ocorrências como mendicância no centro da cidade, mas também integra o plano de expansão da segurança municipal iniciada em maio deste ano com a criação da secretaria de Defesa Social, além de reforçar a parceria bem-sucedida entre município e Polícia Militar.O grupo de patrulhamento fará rondas a pé, fiscalizando o funcionamento do comércio e mantendo contato com os funcionários dos estabelecimentos. “Queremos aumentar a sensação de segurança dos cidadãos, melhorar nossa capacidade de dar respostas às ocorrências e, estando mais próximos da comunidade, aprimorar nossa base de inteligência, com informações do cotidiano dos munícipes”, explica o comandante da Guarda Municipal Marco Antônio Mariano.
Para emergências, a qualquer hora do dia, o grupo poderá ser acionado pelo telefone 153. Os guardas ainda contarão com o apoio de uma viatura e terá um posto avançado no Mercado Municipal. Além de atuar na proteção do patrimônio e inibição da mendicância, os guardas vão auxiliar os agentes de trânsito na organização do tráfego. “Auxiliar pedestres nas travessias, coordenar vias em que ocorram obstruções de tráfego. Nosso objetivo principal é ser um braço a mais na manutenção da ordem”, enumera o secretário de Defesa Social Antônio Carlos Mendes.O patrulhamento ostensivo se estende pelo entorno do Mercado Municipal, pela Catedral Metropolitana e Praça Senador José Bento, Avenida Doutor Lisboa, Avenida Levino Ribeiro do Couto, Avenida Abreu Lima e Avenida Doutor Jorge Pires Brandão. “Esse trecho compreende o hipercentro da cidade, local onde registramos um aumento do número de furtos e roubos nos últimos anos”, explica o secretário de Defesa.
Para o prefeito Agnaldo Perugini o reforço da segurança é uma resposta natural e necessária a uma nova conjuntura social e econômica. “Pouso Alegre se desenvolveu muito rapidamente nos últimos anos. Os olhos da região, do estado e até do país se voltaram para o município. Naturalmente, recebemos uma grande quantidade de novos moradores que acentuaram nossa taxa de crescimento demográfico. Esse crescimento dinamiza nossa economia, mas também torna mais complexa nossa sociedade. Manter a qualidade de vida, a ordem e a segurança passa por medidas como a que estamos adotando para a região central”, analisa.As ocorrências interceptadas na região serão registradas em Boletins de Ocorrência (B.O). As informações seguem para a Secretaria de Defesa Social. Elas alimentarão um banco de dados que tornará possível um diagnóstico mais preciso dos casos. “A médio e longo prazo esses dados serão cruciais para direcionarmos nosso efetivo na repressão às atividades marginais. Vamos personalizar cada vez mais nossa atuação, aumentando nossa eficiência e tornando nossa ação preventiva”, propõe Antônio Carlos.A Defesa Social do município já conhece os pontos mais sensíveis da região. Neles fará atuações mais consistentes. São esquinas e locais públicos propensos à aglomeração de pedintes e usuários de drogas como o Centro de Convivência dos Idosos, a Praça Senador José Bento, a Transitolândia e o Terminal Rodoviário. “Nesses locais e nos horários determinados faremos ações preventivas e estaremos presentes para coibir depredações, violência e atos ilícitos”, esclarece o secretário.oferecimento-canaã

Medidas regionais

O reforço de segurança não vai se restringir ao hipercentro. As parcerias com a Polícia Militar para instalação de postos avançados nos bairros continuam. Ações semelhantes já existem nos bairros São João, Cidade Jardim, São Geraldo e Fátima. A Prefeitura deve iniciar conversas com a corporação para fixar um posto avançado de policiamento no bairro Faisqueira, conforme acordado com moradores em reunião realizada há duas semanas com o prefeito. Além disso, a criação da Secretaria de Defesa Civil prevê a ampliação do contingente de guardas municipais e a instalação de câmeras de vigilância em setores estratégicos de todas as regiões da cidade. O monitoramento será feito pela pasta em parceria com a PM.

Esse post foi publicado em Pouso Alegre. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s