Suspeito de sequestro se relacionou com irmãs de vítima

Segundo delegado, motivação do crime seria ‘dinheiro fácil’.

Adolescente de 15 anos foi sequestrada em Cássia, no Sul de Minas.

O delegado Thiago Machado afirmou, em coletiva na tarde desta segunda-feira (1º), em Belo Horizonte, que um dos suspeitos de envolvimento no sequestro da adolescente Clara Alves Campos, de 15 anos, em Cássia, no Sul de Minas, teve um relacionamento com as irmãs da vítima. De acordo com Machado, os suspeitos moravam a poucos quarteirões da residência de Clara. O crime teria sido motivado por uma chance de conseguir “dinheiro fácil”, já que os suspeitos pediram uma quantia de R$ 1 milhão pelo resgate.

A estudante foi sequestrada no dia 18 de setembro, quando saía de casa para ir ao colégio. Ela e a mãe foram abordadas por homens armados e encapuzados. A adolescente conseguiu fugir dos sequestradores na manhã do último dia 19.

Suspeitos foram apresentados nesta segunda-feira na capital mineira. (Foto: Pedro Cunha/G1)Suspeitos foram apresentados nesta segunda-feira na capital mineira. (Foto: Pedro Cunha/G1)

Dois dos três suspeitos de envolvimento no sequestro foram apresentados pela Polícia Civil, na Divisão de Operações Especiais (Deoesp), em Belo Horizonte, nesta tarde. Segundo o delegado, Lucas Andrade Rodrigues, de 21 anos, foi preso na última segunda (24), em Franca(SP), quando descia de um ônibus. Machado afirmou que o jovem era de família de classe média alta. Nieder Leno Jordão, de 23 anos, foi preso em casa, na mesma cidade, na manhã da quinta (27). O terceiro suspeito, Dione Jesiel de Azevedo, de 24 anos, está foragido. A Polícia Civil divulgou a foto do suspeito.

O suspeito Dione Jesiel de Azevedo está foragido.  (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

A polícia informou que os três seriam os únicos envolvidos no crime. Segundo Thiago Machado, Rodrigues seria o mentor do sequestro. “Os levantamentos que foram realizados levam a gente a apontar o Lucas como o mentor e executor do crime. Foi ele quem providenciou o aluguel do carro, do sítio e, juntamente com o identificado como Dione, que se encontra foragido, arquitetou esse sequestro, ainda com a participação, auxílio de um terceiro indivíduo identificado como Nieder, que foi apontado por fazer a guarda da vítima no cativeiro”, disse o delegado.

Os suspeitos foram transferidos para a penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana da capital mineira, na última sexta-feira (30). Se condenados, eles podem pegar de 12 a 20 anos de prisão. Thiago Machado informou, ainda, que, apesar de os suspeitos não terem passagem pela polícia, há denúncias de que eles teriam envolvimento com o tráfico de drogas na região.

Esse post foi publicado em Notícias Policiais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s