JÁ QUE PERGUNTAR NÃO OFENDE – Não está na hora da Assistência Social tomar uma atitude para mudar essa historia?

Giacomo, bom dia.

“Venho através desta mensagem, criticar (mais uma vez) a prefeitura de nossa cidade.

Hoje após a missa, estive dando uma volta na praça, e não pude deixar de reparar na grande quantidade de andarilhos, bêbados, ao redor da igreja, fazendo bagunça, habitando as entradas da capela e a área nova que a igreja construiu.

Não critico esses seres humanos, mais é incrível como a cada dia que passa o grupo aumenta cada vez mais.

Agora pergunto: A festa esta ai. Milhares de pessoas vem para nossa cidade para homenagear Santa Rita, nossa padroeira.

O que vai ser dos nossos visitantes, se deparando com esse tipo de ‘’problema’’ instalado na praça central de nossa cidade?

Será que a prefeitura vai mandar tirá-los de lá na semana da festa,sendo que uma medida já poderia estar sendo feita para isso?

Será que essas pessoas não merecem uma ajuda? O que vai ser de nossa cidade? Todos sabem que várias cidades mandam descarregar andarilhos aqui. Não peço para que isso seja feito, mais me desculpem se vou falar bobeira, mais se essas pessoas não aceitam ajuda, sinto muito, mais tem que ir pra outro lugar.

O que vai ser de nós que vamos ter que passear com filhos, esposas, mães e etc.  com essas pessoas amolando por esmola para beber, pois a maioria lá bebem e só fazem bagunça, defecam e urinam onde nos andamos e nossos filhos brincam, onde todos nos passamos e em determinados lugares, ate as mãos colocamos.

Não esta na hora da Assistência Social da Prefeitura tomar uma atitude para mudar essa história?

Falo e repito, não sou contra eles, mais não sou contra aos que precisam e aceitam ajuda.. Já os baderneiros, sou contra sim e acho que precisamos de uma atitude.”

Obrigado

Edmilson

Esse post foi publicado em Já que perguntar não ofende. Bookmark o link permanente.

43 respostas para JÁ QUE PERGUNTAR NÃO OFENDE – Não está na hora da Assistência Social tomar uma atitude para mudar essa historia?

  1. Simone disse:

    Está deprimente a praça com esses andarilhos, cheiro ruim e para ajudar tem os ciganos que entram na igreja e xingam o povo por não dar dinheiro.
    Precisa ser tomada alguma providência rápida.

  2. Jussara disse:

    O buraco é um pouco mais embaixo…

    Quando esses “andarilhos” não estão na praça, o que tem acontecido apenas a noite, eles estão na beira do rio, na porta de casa, e a maioria consumindo crack e bebendo pinga. Ficam gritando no portão pedindo panela, tempero com alho (eles são exigentes), ervilha…pra dar uma melhorada no almoço deles. Vai querer ajudar e dar um pão com manteiga pra ver o que eles falam! E ainda jogam fora!!!
    Vai oferecer um quintal pra eles limparem pra ver se quer? Trabalhar que é bom, nada.
    Vai tentar levar para o abrigo pra ver a resposta…no abrigo existem regras, não podem consumir alcool nem drogas, então não é um bom lugar.

    Sei que é um problema social e não é privilegio daqui, mas a beira do rio esta virando uma crackolandia, o lugar preferido para uso de drogas de todos os tipos e independente da hora.
    Semana passada, estava tendo um evento estudantil no Alcidão, e muitos alunos passavam o dia na beira do rio fumando maconha, com sol quente, sem se importar com os moradores (principalmente as crianças).
    Aquela rua tem um dos impostos mais caros da cidade, e foi transformada em deposito de lixo (pois mesmo proibido continuam colocando o lixo das outras ruas lá), crackolandia e motel.

    E quando questionamos, a policia diz se tratar de um problema social e não pode fazer nada. A Guarda Civil é que ainda tenta ajudar.

    Pra mim, se trata de vadiagem, e pensando no direito deles, os direitos dos cidadãos corretos, pagadores de altos importos são colocados de lado.

    • Carlos disse:

      Da próxima vez, lembre ao caro amigo policial o artigo 59 da lei de contravenções penais.
      “Entregar-se alguém habitualmente à ociosidade, sendo válido para o trabalho, sem ter renda que lhe assegure meios bastantes de subsistência, ou prover a própria subsistência mediante ocupação ilícita:
      Pena – prisão simples, de 15 (quinze) dias a 3 (três) meses.”

      Caso estejam fazendo bagunça, lembre-o do artigo 42, também da LCP:
      “Perturbar alguém, o trabalho ou o sossego alheios:
      I – com gritaria ou algazarra;
      Pena – prisão simples, de 15 (quinze) dias a 3 (três) meses, ou multa.”

      E se pediram algo que foi negado, e falarem gracinha, tem ainda o artigo 65:
      “Molestar alguém ou perturbar-lhe a tranqüilidade, por acinte (Birra) ou por motivo reprovável:
      Pena – prisão simples, de 15 (quinze) dias a 2 (dois) meses, ou multa.”

      Se mesmo sendo lembrado que esses dispositivos existem, não houver atitude, procure o Ministério Público para pedir uma posição sobre os dois problemas.

      • Carol disse:

        Carlos,
        vc disse tudo, temos aqui dois problemas,os usuários de droga que fizeram da beira do rio ponto de venda e consumo, principalmente atrás dos prédios novos, onde não há iluminação, e o policiamento. Já foram feitas várias denúncias por telefone para o 190, e um policial foi capaz de falar o seguinte: Se tirarmos os usuários daí eles vão pra outro lugar. Isso significa que estão cientes do problema (ou melhor, crime) e nada querem fazer.

      • Gm Ortega disse:

        Bom dia Carlos,muito bem lembrado,porém na prática fica um tanto quanto difícil conduzi-los por esta suposta prática,geralmente verbalizamos com os mesmos, dizem que estão aguardando uma oportunidade de emprego, geralmente na área da construção civil ou como trabalhador rural inclusive apresentam a carteira de trabalho,quando necessário são submetidos a revista pessoal (famosa geral) e nada de ilícito é encontrado com os mesmos,e quanto a pertubação do sossego é necessário haver uma vítima que esteja disposta a fazer o B.O e representa-lo para que as medidas cabíveis sejam adotadas,É garantido ao cidadão Brasileiro o direito de ir e vir,não haverá prisões a não ser em caso de flagrante delito ou por intermédio de mandado Judicial,ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer algo se não em virtude da lei,pedir não é crime, diferente de exigir mediante ameaça, mas para que possamos conduzi-lo é necessário a queixa formal da vítima e o registro do B.O não podemos fazer algo que contrarie as leis pertinentes de nosso país pois também estaremos sujeitos a responder por atos lesivos a sociedade todos são iguais perante a lei e para nós existe a lei n4.898 abuso de poder e autoridade.

    • Fabi disse:

      kkkkkkkkkkk………barzinho é motivo para reunião, mas esses andarilhos é problema social…. Mas quando eles mexerem com uma mulher ou criança? vai esperar acontecer algo e um pai de familia quebrar um desses e depois responder na justiça?

  3. Patrícia Souza disse:

    Bom Dia!

    Concordo plenamente com vc. Essas pessoas além de denegrir a imagem de nossa cidade que diga -se de passagem está “largada” fazem arruaças, acabam nos trazendo insegurança, pois a maioria são homens que quando se passa eles fezem algum comentário. Outro dia eu estava na praça com meus filhos e veio um desses andarilho pra perto e começou a mexer conosco e dizer um monte de bobagens eu tive que pra proteger meus filhos enfrent-los.ONDE ESTAVA A GUARDA MUNICIPAL?????? Tive ajuda de cidadão que foi muito gentil. Sinceramente acho que essas pessoas não são menos que ninguem, mas aqui em Santa rita ta parecendo uma cidade de loucos. A quantidade de andarilhos está aumantando muito, todo dia tem uma cara nova por aqui. Já que nossa atual gestão não pode fazer nada, pelo menos deveria fazer como outras cidades por ai.chegou aqui, poe no ônibus e manda de volta da cidade onde veio.

    NOSSA CIDADE TA MORRENDO……….

  4. Marcio H. disse:

    Bem que a igreja podia pegar parte do que eles ganham e fazer algum bem para os moradores de rua… Afinal, dinheiro a igreja tem de monte…

    • Carlos disse:

      isso não é problema da igreja amigo, isso é problema da prefeitura.
      Falta de estrutura, falta de pessoas capacitadas…

      • raphael disse:

        entao nao reclama o vacilao vcs tem que ajuda esses andarilhos, vcs estao dentro da igreja mais nao ama seu proximo e quer julga eles ainda , do mesmo jeito que Deus ama vc ama ele tambem ai mano deves de critica estenda sua mao pra ajuda

    • ribeiro disse:

      falou tudo

    • Rita Seila disse:

      Bom dia Marcio!

      Acho que vc esta equivocado com relação ao assunto. Não é questao da Igreja, seja la de qual religiao for, tirar os moradores de rua. A constituição é a lei maior da nação e diz: é dever do estado a moradia, saude, educação, lazer… portanto o municipios e os estados tem verbas e condições para arcar com estas consequencias, digo consequencias porque estao assim por falta da educação basica. Agora que eles rejeitam ajuda, nao querem ir para albergue porque la nao podem consumir drogas, o jeito é sim, manda-los de volta para o lugar de onde nunca deveriam ter saido.

    • Helena disse:

      Marcio, desculpe-me a franqueza, mais você está aliado do mundo. Você sabe das obras sociais realizadas pela Igreja, que você diz ter tanto? Tenho certeza que não. Deve primeiro se informar antes de sair falando bobagem. Como disse a Rita Seila, não sei de que realigião você é, mas sei que antes de falar qualquer bobagem, temos que conhecer. Não me precupo se a igreja A,B ou C com o que está fazendo com suas arrecadações, eu sei o que a minha faz. Pense antes de falar. O problema não é de ordem religiosa mas de ordem social. A assitência social que tome providências.

    • José disse:

      sr. contabilista da igreja, caso vc não leia a Bíblia, ela orienta que não se deve fazer propagando do bem que se faz. Seria engraçado a igreja sair falando: eu ajudo fulano, sicrano, tal obra de recuperação de viciados. Assim, a Igreja ajuda e muito, não alardeando sobre o fato. Inclusive obras de acolhida. E pq vc que está aí, criticando sem ter dados, não está fazendo alguma coisa????? fácil fácil por nossa responsabilidade sobre os ombros dos outros…

      • Helena disse:

        Concordo com vc José, quando diz que a Igreja não tem que propagar seus feitos.
        Mateus 6
        1.Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus.
        2.Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.
        3.Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita;
        4.Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente.

    • Mauricio de Souza disse:

      Sr Márcio, o dinheiro que as igrejas A, B e C arrecadam são gastos como manda a biblia em segredo. E só são revelados quando um jornalista ou outro meio da midia fazem denúncias de compra de gado, carro, viagens e outros bens que fazem a alegria
      dos lideres cristãos.

      • Helena disse:

        Na Igreja existens homens de má índole, mais não podemos generalizar.
        O mais impressionante é a mudança do foco. O assunto em pauta é: grande quantidade de andarilhos, bêbados, ao redor da igreja, fazendo bagunça, habitando as entradas da capela e a área nova que a igreja construiu. E não a igreja.

      • Helena disse:

        É incrível como o ser humano é dotado de uma capacidade enorme de criticar. Sentam-se em cima do ???? e cuidam da vida dos outros. Não sei de qe religião você é, mais venhamos e convenhamos. Se você sabe de algum feito conforme mencionado anteriormente Maurício, denuncie, não fique tentando fazer joguinho, e poluindo a cabeça das pessoas que procuram ajudar, isto não vai resolver o problema. Piadinha tem hora, e neste momento precisamos fazer um movimento para que os órgãos responsáveis ajam.

    • Marcio H. disse:

      Olha, primeiro não sou de religião nenhuma e também não acredito em deus.
      Sinceramente, não conheço o trabalho social da igreja, mas uma coisa eu sei, o Vaticano é um dos países mais ricos do mundo, então, logo poderia fazer mais…
      Afinal, esse dinheiro não vai pro céu não é ?

      É incrível quando se fala de religião, principalmente mal, da mais assunto do que política… Infelizmente… mas esta é outra coisa.

      Enfim, pra um lugar que se prega o bem, faz muito pouco… E vocês ? Não gostariam de saber aonde a sua doação, dízimo ou seja lá o que for é investido ? Além de bancar a boa vida do papa ?

      É engraçado ler na bíblia que “é mais fácil (animal que não me lembro qual) entra no reino dos céus do que um rico?”

      Enfim, eu acho que a igreja faz muito pouco! 🙂

      • Domenic disse:

        vc apenas acha, amigo, acabou de confessar que de nada sabe…. è fato que a Igreja nem sempre acertou, mas isso não é motivo pra simplesmente tecer comentários de coisas que vc declarou que não sabe. Além do que, o vaticano não é tão rico quanto vc supoe. Bota aí no google, que é facilzinho pra qualquer um, e atualiza sua informação. tipo essa, que peguei já pra te facilitar ( sobre algumas das ajudas da Igreja):

        Pastoral Afro-Brasileira
        Pastorais Sociais
        Pastoral Carcerária
        Pastoral da Comunicação
        Pastoral de Dst/Aids
        Pastoral da Criança
        Pastoral da Cultura
        Pastoral da Educação
        Pastoral da Juventude do Brasil – PJB
        Pastoral da Mobilidade Humana
        Pastoral da Mulher Marginalizada
        Pastoral da Saúde
        Pastoral da Sobriedade
        Pastoral da Pessoa Idosa
        Pastoral do Menor
        Pastoral do Povo de Rua
        Pastoral do Turismo
        Pastoral dos Brasileiros no Exterior
        Pastoral dos Migrantes
        Pastoral dos Nômades
        Pastoral dos Pescadores
        Pastoral Familiar
        Pastoral Litúrgica
        Pastoral Operária
        Pastoral Universitária
        Pastoral Vocacional

        Alem destas, você já ouviu falar dos Vicentinos???

        Não é que de mais assunto que política, é que é uma opinião que vc ouviu de alguem, não procurou informação e fica repetindo, sem refletir

      • Marcio H. disse:

        Só me responde uma coisa: Precisa de igreja ou de qualquer outra coisa que não seja vontade pra fazer o bem? Acho que não…

        E ainda sim acho que é muito pouco! É meu ponto de vista.
        Enfim, tudo que aliena a mente humana não merece meu respeito.

      • Mauricio de Souza disse:

        Dona Helena com todo o respeito, eu fui apenas ironico, mas talvez a senhora não siba o que é ser ironico, uma vez que vocês religiosos tem muito pouco senso de humor.
        E eu não mencionei nome de religião nenhuma, especificamente, apenas mencionei lideres religiosos, o que não é mentira nenhuma. Basta abrir um jornal e ler algo que não seja manipulado de nunhuma crença “dominante” para constatar tal atos ilícitos.
        Não estou poluindo a cabeça de ninquém, acho que questionamentos e ideias como essa devem sim ser levantados, uma vez que entre grupos religiosos se pregam e muito
        as tais “obras assistenciais” e se costumam levantar e muito essa bandeira de “cristãos é que fazem a diferença no mundo”….pois bem, a verdade não se encobre. Mas como
        você mesmo mencionou, eu fugi um pouco do tema,mas foi só para compartilhar um pouco da visão do SR Márcio.
        Não fique brava, foi só um comentário. Afinal o mundo continua a girar e pessoas a lucrar com a crença alheia.

      • Mauricio de Souza disse:

        SR Domenic, conheço essas pastorais, e o ótimo trabalho que eles realizam, o que é louvável. Não critiquei aqui a ” santa madre igreja católica”…..em nenhum momento, fui apenas ironico. Mas também conheço o lado negro desse trabalho e os altos valores cobrados por este tipo de ” caridade cristã”. Mas uma coisa é certa, nenhuma suposta caridade cristã vem sem uma intenção política.

      • Helena disse:

        “…Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem…”
        Lucas 23:34

      • Helena disse:

        Sr. Maurício Souza, não podemos ser irônicos quando se diz a respeito de outros. Temos sim que apurar os fatos. Não é questão de ser muito ou pouco bem humorados. O que não posso permitir é que julgue o que não sabe.
        Entendi sua colocação.
        Espero de coração que o problema seja resolvido, pois não podemos aceitar que pessoas vivam a margem da sociedade, mesmo que infelizmente, por opção, que eu não acredito ser por opção. Todo e qualquer vício é um problema de saúde, tive na família, entes queridos que eram alcoólatras, aliás, eram não, são, pois se tratar de doença e crônica, não tem cura.
        Se assistirmos/lermos os jornais percebemos quantas famílias sofrem por terem pessoas envolvidas com estes e outros problemas. Ou será que estas pessoas não tem família? Já sei nasceram do repoulho. Alguém acredita que essas mães não sofrem por saberem ou as vezes nem saberem por onde anda um filho com estes problemas? Minha saudosa e abençoada mãezinha sempre dizia, os filhos não crescem, preocupamos com eles por qualquer motivos. Aí eu pergunto dá para ser irônico seja lá com o que for? Para algumas pessoas até dá, pois não sentem na pele a dor de ter um familiar doente. Caso alguém tenha dúvida se é ou não doença, procure um especialista em saúde para saber.

  5. Mauricio de Souza disse:

    Eles são mesmo um problema. Não se pode nem comprar nada na praça que la vem algum pedir algo. Mas não tenho pena, e acho que ninguém deveria, pois são pessoas que se acomodaram e não querem mudar sua situação, pois se realmente o quisesse não estaria nessa situação, uma vez que há algumas instituições que podem acolhe-lo e encaminha-lo para melhoria de vida. Bem, o que não se pode é cidadãos terem que compartilhar um espaço de lazer com pessoas que fedem, usam crack, baixo palavriado, e urinam nas ruas e tudo isso no coração da ciddade. Se a prefeitura não é capaz de dar conta nem do centro da cidade, imaginem o resto..????
    Eu e você não temos culpa do que aconteceu a uma pessoa que chegou a viver nessas condições. Mas para isso pagamos impostos, para que orgãos responsáveis cuidem de nossa segurança e principalmente da segurança dos mendigos também..

  6. Carlos disse:

    A praça está o reflexo da cidade.

  7. J.Henrique disse:

    Esses ciganos são os piores, autoridades tem que exigir que ele saiam da cidade, pois não tem um terreno proprio para armar suas barracas. Ficam invadindo terrenos particular e esses ciganos não pagam imposto e ficam atormentando a gente.
    Senhor prefeito, tome providencia, nós não andamos apenas de carro, andamos a pé também e temos que ficar aguentando esses ciganos parando a gente na rua ou na saida de casa pedindo algo. Todos os dias aqui no por do sol tem uma que bate na minha porta pedindo algo,,
    cigana diz: tem um trocadinho, tem um arroz, tem um feijão, tem lpó, tem isso, tem aquilo..
    eu repondo: vai pra …….!!!!!!!!!!!!!!!!! não tem jeito

    • ANA disse:

      ciganos são protegidos por lei,não me pergunte qual lei, pois nunca vi.
      simplesmente manda-los embora daqui forçados não pode, mas se eles tão encomodando a população, ai já é outra historia.

      • Helena disse:

        Ana, pela constituitição temos de direito de ir e vir. O que não temos que permitir que é que este direito dê direito de pertubação. Estas pessoas devem pagar impostos como os outros, não é? Caso não paguem os órgãos competentes devem verificar.
        Abraços

  8. Carol disse:

    kkkkkkkk
    essa é Santa Rita do Sapucai

    • Luciana disse:

      É pessoal, a coisa anda feia em nossa cidade, tenho até vergonha de vê tantos romeiros vendo e vivenciado esses tipos de coisa em uma cidade a qual é considerada o Vale da Eletrônica.Têm que colocá-los para trabalhar, varrer as ruas, limpar a beira do rio, limpar e concertar as estradas da zona rural, pintar os prédios públicos… aí sim resolve o problema.
      Quanto as drogas, os usuários estão por toda parte, nem a zona rural escapa. Eles saem da cidade e vão fazer uso delas na roça (não tem polícia lá). As escolas também estão tendo sérios problemas com jovens que levam drogas para dentro das escolas; professores estão sendo agredidos por eles; falam palavrões, mandam os professores tomar no… Os diretores estão tendo dificuldades para lidar com esse tipo de situação. Cadê os pais e responsáveis? Eles são a única solução. Pois um filho bem orientado, bem educado, não faz isso. Minha irmã está até querendo tirar os filhos (12 e 10 anos) dela da escola, de tanto medo de um dia desses eles se envolverem com estas porcarias (drogas). Ela conversa muito, orienta eles…
      A gente coloca os filhos na escola para que aprendam coisas boas e tenham um futuro melhor; mais em ALGUNS CASOS, é melhor nem mandá-los para a escola, pois só vão lá para aprender o que não presta e para dar dor de cabeça para os pais.

  9. Edmilson disse:

    Por falar nisso.. Cade o tal ASSISTENTE SOCIAL que não tem diploma…
    Cade a tal ASSISTE SOCIAL..?? Pq esse povo não vem aqui falar alguma coisa??

  10. Vinícius disse:

    Eles são um problemas mesmo a maioria bebe e usa drogas. Tem dois que as vezes ficam perto do alvorada que super educados, mas tem um que as vezes fica lá que não passa de um cachaceiro vaga…..

  11. E.B.Souza disse:

    Essa é o Vale do silício do Brasil. A cidade não tem comando!!!!!

  12. Vanderlux disse:

    Issssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssa, como!!! não tem Diploma?

    Isso é uma vergonha……….

  13. Giseli disse:

    è verdade eu nao aguento mais esses ciganos na minha porta pedindo e na porta de suérmercados outro dia eu estava saindo de uma pastelaria com um pacote de pasteis para meus sobrinhos e la veio a cigana com uma criança e me pediu dinheiro… neguei o dinheiro e ofereci pastel pra criança… sabe o que a cigana fez??? me puxou o pacote todo e disse que ia levar que deus ia me ajudar etc etc etc ou seja ela me roubou;; so nao bati nela porque estava com a criança se nao eu iria enche-la de porrada gente folgado viu;;;;

  14. Mauricio de Souza disse:

    A situação daquelas pessoas na praça nos causam espanto e medo. Medo pois vemos o que de pior pode nos acontecer, estar ao alento sem nehum auxílio, e raiva pois é a imagem do ultimo nível social ao qual desprezamos. Esperamos da autoridades ações para tira-los da frente de nossos olhos, para que nossos filhos e esposas não tenham mais que vêlos ali na praça após uma missa ou um passeio. Como humanos ficamos passando um para o outro a responsabilidade. Mas fica algo sem ser respondido….. o que será que causou tão grande desesperança na vida de homens, que poderiam estar em outra situação mas estão na pior..?
    É trabalhoso e penoso refletir sobre, mas é necessário. Será que a cidade onde moramos, está caminhando realmente para a cidade que queremos para os nossos filhos..?
    Se não, onde estamos errando..?

    • Helena disse:

      É Maurício, não vivemos em um mundo de faz de conta. Tirá-los de nossos vistas não resolve o problema. Temos que cobrar das autoridades, que são responsáveis por prover condições a eles, sejam de moradia, de saúde e de trabalho. A nós cabe não fechar os olhos, mais lutar para um mundo melhor.
      Abraços.

  15. Gm Ortega disse:

    Recentemente foi realizado juntamente com uma equipe de Assistentes Sociais várias abordagens e visitas aos locais onde os andarilhos costumam ficar,encontramos vários andarilhos que estavam de forma itinerante e lhes foram concedidas passagens de ônibus para os localidades que pediram,todos foram entrevistados pela equipe e lhes foram oferecido ajuda,os que aceitaram foram levados ao albergue,foi constatado que alguns são naturais de Santa Rita do Sapucaí e viciados em bebida alcoólica tem residência e familiares mas não aceitaram ajuda.

    • Marcos disse:

      Equipe de assistentes Socias??? De onde??
      De Santa RIta que não é né….Aqui não tem isso, pelo menos se tem 3, dois não são diplomados….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s