Vitória Marcela: assassinos ainda não sentaram ao piano

Não obstante a dedicação e denodo com que os policiais civis de Pouso Alegre tem dedicado a desvendar o estupro e assassinato da menina Vitória Marcela Mantovanni, ocorridos brutalmente no dia 14 ultimo, seus algozes ainda não são conhecidos.

Ao assumir a chefia da 13DRPC no ano passado, o inteligente delegado regional Carlos Eduardo Pinto, implantou um eficiente sistema para apurar os crimes de repercussão social; Na vinte e quatro horas seguintes ao conhecimento do crime, todo o setor investigativo da delegacia dedica-se a apurá-lo. Segundo o inspetor João Batista de Melo, o sistema tem dado ótimos resultados. No caso da menina Vitória Marcela, no entanto, nem tudo está em pratos limpos…. por enquanto.

Duas pessoas estão presas provisoriamente e uma por quebra de albergue, à disposição da justiça para a investigação do comovente crime e uma quarta pessoa poderá ser presa nas próximas horas. Para o agente policial Fabio Balca, um dos mais apaixonados e ferrenhos investigadores desses crimes que comovem a opinião publica pela brutalidade e covardia com que são cometidos, a equipe tem um norte. Faltam encaixar algumas peças no tabuleiro para o xeque-mate. A prisão dessa quarta pessoa poderá fechar o cerco e toda verdade virá à tona. Os familiares da pequena Vitória terão uma grande surpresa e ela poderá finalmente descansar em paz.

Esse post foi publicado em Notícias Policiais, Noticias de Minas Gerais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s