DER-MG prepara liberação parcial de tráfego da ponte sobre o Rio Jequitinhonha, em Diamantina

Trânsito, restrito a veículos leves, será liberado em meia pista em 25/3, no sistema “pare e siga”

Ponte_Recupera_Minas

Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) irá liberar o tráfego da ponte sobre o Rio Jequitinhonha, no distrito de Mendanha, em Diamantina, na região Central, para veículos leves, ambulâncias e escolares com até cinco toneladas de peso bruto total a partir de sexta-feira (25/3).

O restabelecimento será realizado de forma parcial, em sistema “pare e siga”. Os veículos pesados – ônibus e caminhões de carga – vão permanecer utilizando desvio que passa por Bocaiúva e Curvelo.

O trabalho emergencial está sendo desenvolvido pelo DER-MG há mais de 50 dias, com alto critério técnico. Vale destacar que a alta complexidade do serviço, que exigiu a suspensão do pilar para demolição, consumiu mais tempo de obra do que o previsto inicialmente.

Além do pilar a ser substituído, será necessário o reforço da fundação em outros dois, integrantes da estrutura da ponte sobre o rio Jequitinhonha, que possui 12 pilares e foi afetada pelas fortes chuvas que atingiram a região.

Inicialmente, foram realizados estudos que definiram a linha de trabalho a ser adotada, dividida em três etapas:

  • Diagnóstico da situação e definição dos serviços a serem realizados;
  • Implantação de um sistema de treliças de cada lado da ponte, com o objetivo de distribuir a carga do pilar para o restante da estrutura;
  • Demolição e retirada da estrutura de concreto que compõe um dos pilares.

As próximas etapas compreendem a instalação de sinalização e de equipamentos de segurança viária, que vão disciplinar o tráfego, impedindo a passagem de veículos pesados.

Desvio

Caminhões de carga e ônibus estão proibidos de passar pela ponte e deverão utilizar como desvio as rodovias que dão acesso a Bocaiúva e Curvelo. Enquanto não ocorre a liberação parcial de tráfego na ponte para veículos leves, permanece em operação o desvio de aproximadamente 70 quilômetros passando pelas vias municipais de Mendanha, Inhaí, Pinheiros, Aroeira e Vila do Biribiri.

Continuidade dos trabalhos e fiscalização

Em paralelo à liberação parcial do tráfego e durante os próximos cinco meses, o DER-MG vai trabalhar na reconstrução do pilar destruído e reforço de fundações, além da conexão à estrutura da ponte, quando então será possível retirar as treliças e promover a liberação total do tráfego nas duas pistas da ponte.

Durante o andamento dos serviços e após a liberação parcial do tráfego na ponte, fiscais do DER-MG e agentes da Polícia Militar Rodoviária vão monitorar o trânsito de veículos leves, em sistema “pare e siga” para coibir o acesso de veículos pesados.

Recursos

As obras emergenciais estão sendo custeadas com recursos do Governo de Minas para a recuperação de rodovias atingidas pelas chuvas do período 2021/2022.

Em janeiro, o Governo do Estado lançou o Plano Recupera Minas, que destinou R$ 603 milhões, em recursos estaduais, para a infraestrutura e suporte a pessoas e cidades afetadas pelos fortes temporais do último período chuvoso. Deste valor, R$ 113 milhões estão sendo aplicados para a desobstrução de vias e recuperação de acessos em estradas e rodovias no estado.

vivavox novo

Esse post foi publicado em Noticias de Minas Gerais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s