Casas são evacuadas em Paraisópolis por risco de rompimento de barragem

Moradores do bairro Serra da Usina, em Paraisópolis,  estão sendo retirados de suas casas nesta sexta-feira, 1º de outubro, após a Defesa Civil informar que há risco de rompimento da barragem da represa localizada no Parque Municipal do Brejo Grande. A evacuação acontece em razão da barragem ter sido classificada como “nível 3”.

A orientação da Defesa Civil e dos Bombeiros Militares é que as casas localizadas no bairro Serra da Usina, abaixo da crista da represa, sejam evacuadas. Ao todo, 25 famílias residem na região. De acordo com a prefeitura, essas pessoas serão encaminhadas à casas de parentes ou hotel. Além disso, moradores do Ribeirão Vermelho, bairro mais afastado, também passarão por treinamento de evacuação de emergência.

O acesso ao Parque Municipal do Brejo Grande foi interditado para a realização de trabalhos de recuperação da barragem, que corre risco de rompimento. Além disso, a Defesa Civil, o Instituto Mineiro de Gestão de Águas (Igam) e o Corpo de Bombeiros orientaram para que a passagem de veículos no local também fosse paralisada. Um novo acesso ao Pico do Machadão está sendo providenciado.

“Pra dar início ao projeto [de recuperação da represa], nós temos que desocupar a área que está em vermelho, porque a nossa represa está condicionada no primeiro projeto de novembro do ano passado no nível 3 de risco, um nível muito alto de risco”, afirmou o prefeito Éverton de Assis.

A prefeitura reforça que não há risco iminente de rompimento da estrutura, mas que os procedimentos são necessários para a recuperação da barragem.

A barragem da represa no Brejo Grande foi construída na década de 70 para captar água. Ela foi construída na Serra da Mantiqueira, com 1,4 mil metros de altitude, ocupando uma área de 12 hectares. Ao longo dos anos, outra fonte de abastecimento foi construída, mas o lago artificial do bairro Machadão virou cartão postal da cidade.

Recuperação da represa

Segundo o prefeito de Paraisópolis, as equipes da prefeitura buscam a recuperação da represa localizada no Parque Ecológico do Brejo Grande desde o início de 2021. Apesar da represa existir há mais de 50 anos, ela não estava cadastrado no Instituto Mineiro de Gestão de Águas (Igam).

“Desde que entramos na prefeitura, estamos buscando meios de recuperação da nossa represa, para que esse patrimônio esteja em condições necessárias de segurança à população e também que traga uma reserva de abastecimento para a cidade”, afirma Éverton de Assis.

Em novembro de 2018, um laudo de vistoria alertou que a barragem poderia romper por ter infiltrações e rachaduras na lateral do aterro. O diagnóstico apontou a necessidade, em caráter de urgência, de obras de recuperação.

TV Minas

clinica popular ofere

Esse post foi publicado em Geral. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s